Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O grupo brasileiro Abril, um dos mais importantes do mercado latino-americano, vai fechar diversos títulos — Cosmopolitan, Elle, Boa Forma, VIP, Viagem e Turismo, Mundo Estranho, Arquitetura, Casa Claudia, Minha Casa e Bebe.com incluídos. No processo de reestruturação serão despedidos cerca de 500 trabalhadores, maioritariamente jornalistas — Folha de São Paulo fala na demissão de, pelo menos, 570 jornalistas até esta quarta-feira, dia 8.

A informação consta num comunicado de imprensa divulgado por aquele que é um dos maiores conglomerados de média da América do Sul. A decisão do grupo brasileiro, com sede em São Paulo, foi anunciada na passada segunda-feira.

Ao corte escapam os títulos que são considerados “marcas líderes”, publicações onde a empresa pretende concentrar “os seus recursos humanos e técnicos”: Veja, Veja São Paulo, Exame, Quatro Rodas, Claudia, Saúde, Superinteressante, Viagem e Turismo, Você S/A, Você RH, Guia do Estudante, Capricho, M de Mulher, VIP e Placar.

Estas marcas combinadas geram “125 milhões de visitantes únicos por mês e 5,2 milhões de circulação nas versões impressa e digital por mês, além de centenas de eventos”. O processo “obrigatório”, de modo a assegurar a continuidade da empresa, surge duas semanas após a gestão do grupo ter sido entregue à editora Alvarez & Marsal.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR