Olhando para o comunicado publicado na noite desta sexta-feira no site oficial do Sporting, onde era explicado que, até esse momento, apenas as candidaturas de Frederico Varandas e José Maria Ricciardi estavam como “elegíveis” para as eleições, ficou a dúvida sobre o que seriam as “irregularidades formais” que podiam ser retificadas em 48 horas pelas restantes listas de Pedro Madeira Rodrigues, João Benedito, José Eugénio Dias Ferreira, Fernando Tavares Pereira e Rui Jorge Rego. Entretanto, ao final da manhã, o gestor e antigo guarda-redes do futsal leonino foi já também confirmado como candidato.

Ao Observador, Jaime Marta Soares, líder da Mesa da Assembleia Geral, acabou por minimizar essas mesmas irregularidades, explicando que se tratavam de pontos “facilmente superáveis nas 48 horas que dispõe para o efeito”. E, esta manhã, Pedro Madeira Rodrigues acabou por ser o primeiro a regularizar a situação, explicando depois o que estava em falta.

Varandas e Ricciardi elegíveis, Bruno de Carvalho riscado, cinco com “irregularidades”, entre quotas e falta de votos

De acordo com o gestor, que já tinha sido candidato nas eleições de 2017 contra Bruno de Carvalho, o problema estava em quatro sócios que tinham quotas em atraso. A situação foi resolvida e Madeira Rodrigues esperava assim por o ‘ok’ de Jaime Marta Soares para concorrer nas eleições de 8 de setembro, algo que aconteceu a meio da tarde. “Não admito outra coisa e deixámos uma carta pedindo que se faça também a mesma publicidade de que foi aceite”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Estou mais confiante, no ano passado fomos os únicos a aparecer”. Madeira Rodrigues formaliza candidatura

“Eram quatro sócios com quotas em atraso, tão simples como isto. Infelizmente tive de chamar esses sócios aqui para tratar de uma coisa tão simples. Diria que a desculpa tem a ver com a questão de Bruno de Carvalho, ao dizerem que não poderia avançar quiseram também dizer alguma coisa em relação às outras candidaturas mas aparecer nas capas dos jornais que os dois candidatos apoiados sabemos bem por quem têm tudo regularizado deixa na cabeça das pessoas alguma confusão e queremos trazer clareza”, comentou esta manhã, prosseguindo: “Acho que foi dado muito destaque, pela positiva para quem cumpriu a burocracia e negativo para quem tinha algo tão simples. O Sporting precisa de tranquilidade e isto não ajudou”.

“Estou mais confiante, no ano passado fomos os únicos a aparecer”. Madeira Rodrigues formaliza candidatura

“Queremos trazer clareza em tudo: temos feito isso com o nosso projeto, com a nossa candidatura que é completamente de todas as outras e mais uma vez viemos aqui resolver uma situação que estava a ficar escura e também descansar aquelas pessoas que acreditam em nós e quem acredita na democracia interna, até por terem sido apenas aqueles dois… O Frederico Varandas, por exemplo, está nisto há muito tempo e é normal que estivesse preparado, só não está para ir a debates”, concluiu.