Um acidente com três veículos ligeiros na estrada N334, que liga Mira a Lagoa, no distrito de Coimbra, provocou dois mortos, com 10 e 13 anos, e oito feridos.

Os dois mortos, um menino de 10 anos e uma menina de 13, viajavam no mesmo carro, confirmou ao Observador o comando territorial da GNR de Coimbra. Os oito feridos são adultos e foram todos encaminhados para os Hospitais Universitários de Coimbra, disse ao Observador o comandante da Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Mira. Dos oito feridos, um deles está em estado grave.

O alerta do acidente foi recebido na GNR às 10h17, confirmou o comando territorial de Coimbra. O acidente resultou de uma colisão frontal entre duas viaturas. Uma terceira viatura, que não esteve diretamente envolvida no acidente, despistou-se para a berma e acabou por capotar.

Segundo fonte da autarquia, o acidente decorreu de uma colisão frontal entre duas viaturas “numa zona entre duas rotundas, com muito bom piso, uma reta com muita visibilidade”. “É uma estrada com dez, onze anos, que não tem registo de acidentes graves”, disse à Lusa Raul Almeida, presidente da Câmara Municipal de Mira.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

No local estiveram 53 operacionais dos bombeiros de Mira, Cantanhede e Vagos, INEM, Proteção Civil Municipal e GNR, apoiados por 22 veículos e um meio aéreo do INEM — que não chegou a ser usado para o transporte de nenhuma das vítimas —, confirmou o comandante dos bombeiros.

A circulação na estrada, que esteve cortada durante cerca de três horas, já foi retomada.

“Foi um choque, um dia de pesar. Um acidente com um cenário muito difícil de lidar, porque envolveu crianças”, disse Raul Almeida. O autarca expressou os sentimentos aos familiares das vítimas mortais, residentes na zona de Tondela, distrito de Viseu, e agradeceu a “pronta intervenção” de todas as entidades envolvidas nas operações de socorro.

Atualizado às 15h40