Função Pública

Número de funcionários públicos aumentou 1,1% no 2.º trimestre para 675.320

Número de funcionários públicos voltou a aumentar no segundo trimestre do ano para 675.320, um crescimento de 1,1% face ao mesmo período de 2017.

LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O número de funcionários públicos voltou a aumentar no segundo trimestre do ano para 675.320, um crescimento de 1,1% face ao mesmo período do ano passado e de 0,1% em relação ao trimestre anterior, indicam dados revelados este terça-feira na Síntese Estatística do Emprego Público (SIEP).

Os dados mostram que havia no final de junho mais 7.304 trabalhadores da administração pública do que há um ano e mais 904 do que há três meses. No entanto, comparando com 31 de dezembro de 2011, o número de funcionários caiu 7,2%, uma redução de 52.465 postos de trabalho.

“Os municípios, com um acréscimo de emprego de 1.200 postos de trabalho, apresentam o maior contributo” para o crescimento do emprego nas carreiras de assistente operacional, assistente técnico e técnico superior, em consequência do processo de regularização extraordinária de vínculos precários na administração local.

Também a “internalização de trabalhadores de empresas municipais e a contratação de trabalhadores para atividades artísticas, desporto e recreativas durante os meses de verão” e “novos recrutamentos de bombeiros pelos municípios” justificam a evolução.

No Ministério da Administração Interna, a subida de 1,5% do número de trabalhadores face ao trimestre anterior (mais 683 funcionários) “decorre da contratação de vigilantes da floresta na GNR para as operações de prevenção de incêndios durante o verão”, explica a Direção-geral da Administração e do Emprego Público (DGAEP).

Por tipo de vínculo, os dados mostram que os contratos a termo aumentaram em 150 em termos homólogos, mas diminuíram face ao trimestre anterior em 1.107, totalizando 78.390 em junho.

Já os contratos por tempo indeterminado aumentaram em 6.588 em termos homólogos e em 1.941 em cadeia, para 503.119.

O valor da remuneração base média mensal na administração pública era em abril de 1.468 euros, um aumento de 0,1% em relação a janeiro e de 0,5% em termos homólogos, “por efeito conjugado da entrada e saída de trabalhadores com diferentes níveis remuneratórios, da atualização do valor da Retribuição Mínima Mensal Garantida e da aplicação do processo faseado de descongelamento de carreiras, progressões e promoções”.

Já o ganho médio mensal nas administrações públicas (que inclui suplementos remuneratórios) era em abril de 1.709,2 euros, uma subida de 0,1% face a janeiro e de 2% comparando com o mesmo mês de 2017, pelos mesmos motivos, a que acresce o aumento do subsídio de refeição.

Em média, os suplementos remuneratórios representam 14,1% no ganho médio mensal dos trabalhadores da administração pública. Destacam-se os diplomatas, a carreira com o mais elevado ganho médio mensal, de 10.058,5 euros, onde os suplementos pesam 74,7%.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)