A dívida pública espanhola alcançou 1,162 biliões de euros em junho, um número recorde e um aumento de 7.144 milhões de euros em relação a maio, segundo dados divulgados esta sexta-feira pelo Banco de Espanha.

A subida é uma consequência do aumento da dívida de todas as administrações, incluindo organismos do Estado central, das regiões, das autarquias e da segurança social. A parte mais relevante da dívida é a do Estado, que em junho foi de 1.019.346 milhões de euros, segundo o Banco de Espanha.

Do total da dívida, a grande maioria é de longo prazo (929.040 milhões, 7.550 milhões mais do que em maio), o resto é de curto prazo (65.894 milhões), empréstimos (163.444 milhões) e efetivo e depósitos (4.568 milhões).