Grávida de 42 semanas, Julie Anne Genter, responsável pelos ministérios das Mulheres, da Saúde e dos Transportes na Nova Zelândia, foi de bicicleta para o hospital para dar à luz, no domingo de manhã. O bebé nasceu esta terça-feira e é um menino.

“Estamos muito contentes por anunciar a chegada, em segurança, do nosso filho às 18h03, pesa quase 4,3kg“, escreveu a mãe no Instagram, ao partilhar uma fotografia com o bebé ao colo e com o companheiro a seu lado.

Julie explica que esperaram bastante tempo até que se desse início ao parto, mas que depois foi rápido e agradece à “encantadora equipa” do Auckland City Hospital, “que prestou cuidados maravilhosos”, aos familiares e amigos.

Antes de começar a pedalar rumo à maternidade, partilhou uma fotografia ao lado da bicicleta. “Bonita manhã de domingo para dar um passeio até ao hospital, onde será induzido o parto, para dar à luz este bebé”, pode ler-se. Depois ainda brincou: “Eu e o meu companheiro pedalamos porque não temos espaço suficiente no carro”.

Com 38 anos, Julie escolheu pedalar até à maternidade numa bicicleta elétrica e o seu companheiro e pai do bebé, Peter Nunns, seguiu-a na sua bicicleta até ao hospital. A verdade é que desde que assumiu o papel de ministra tem vindo a defender a utilização das bicicletas como meio de transporte.

Foi, aliás, de forma criativa que anunciou a gravidez na rede social — com uma imagem de um casal a andar de bicicleta, na qual a mãe transportava uma criança. “Vamos ter de arranjar um assento extra para as nossas bicicletas — estamos à espera do nosso primeiro bebé para agosto”, escreveu em fevereiro.

De acordo com a American Pregnancy Association, “se praticas exercício físico regularmente antes de ficares grávida, provavelmente é bom continuar a praticar durante a gravidez”, lê-se no Abc News. Julie já tinha mostrado o seu gosto por andar de bicicleta através das fotografias que publica.

A gravidez da ministra neozelandesa acontece meses depois de a primeira-ministra, Jacinda Ardern, também com 38 anos, ter voltado ao trabalho após ter estado seis semanas de licença de maternidade.