Rádio Observador

Passadeira Vermelha

MTV Video Music Awards: Cardi B foi a rainha dos decotes, Blake Lively um vislumbre de Hollywood

Cardi B, Jennifer Lopez, Blake Lively, Kylie Jenner e Nicki Minaj estiveram entre as convidadas dos prémios da TV na noite de segunda-feira em Nova Iorque. Todas brilharam, mas por motivos diferentes.

Qual é a única passadeira vermelha do mundo onde vestidos de cauda e calças de ganga coexistem, não se pode dizer que em harmonia, mas pelo menos sem levar suspeitas de under ou over dressing? A dos MTV Video Music Awards (VMA), obviamente. Se bem que, como quase sempre, é no meio que está o sumo. A noite de segunda-feira, no Radio City Music Hall, em Nova Iorque, não foi exceção.

Se Blake Lively, em Ralph & Russo, e Jennifer Lopez, em Versace, elevaram a passadeira vermelha na MTV a um nível próximo dos Óscares, cada uma à sua maneira, houve quem tenha optado por fazer outra interpretação do grande espaço em branco que é o dress code dos VMA (só pode, é a única forma de justificar esta miscelânea). A escolha da indumentária não correu bem a Rita Ora, não pela transparência em si, mas pelo cair do vestido (que, simplesmente, não caía), pelas unhas, pelas joias, pelo cabelo e pela maquilhagem. Infelizmente, nada é digno de ressalva no visual da cantora britânica. Na passadeira vermelha, houve quem a confundisse com Jasmine Sanders. Os rostos estavam, de facto, muito parecidos, a diferença estava no vestido: o da modelo, não sendo brilhante, revelou-se mais interessante.

Não tão desastroso, mas igualmente intrigante foi o look escolhido por Ariana Grande. Porquê escolher usar um vestido tão curto com umas botas de cano tão alto quando se tem praticamente um metro e meio? Afinal, não é intrigante, é simplesmente inexplicável. Nicki Minaj foi fiel a si mesma, nada a apontar quanto a isso. Mas o que dizer de Camila Cabello? Antes mesmo de conseguir definir a sua red carpet persona, a cantora de 21 anos deitou por terra qualquer possibilidade de vir a ser uma presença relevante nestas andanças. Aquele Oscar de la Renta não fez nada por ela, pelo contrário.

No meio esteve Cardi B, que há um ano era um nome emergente a atuar durante o pre show, e agora se revelou como uma das rainhas da noite. É de relembrar que esta foi a primeira aparição pública da cantora depois de ter sido mãe, em meados de julho. Chegou tudo — com a boa forma, com a energia e com um decote que fez parar a red carpet (atenção, também houve seios descobertos, isso e um outfit dos infernos, cortesia de Amber Rose), como já é costume. Sem perder o seu toque especial, vimo-la mais elegante do que nunca. Resta concluir que a maternidade lhe fez bem. Ou terá sido o veludo?

Na fotogaleria, reunimos os melhores looks da noite.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt
Pais e Filhos

Um pai do século XXI

David Gaivoto

Ao longo da minha experiência enquanto pai tenho também aprendido que por vezes são eles que nos educam, por vezes são eles que nos apelam à nossa consciência com a sua gigante e preciosa inocência

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)