Carmen Martínez-Bordiú, a neta mais velha do ditador espanhol Francisco Franco, vai mudar-se para uma casa de campo nos arredores de Cascais depois de procurar um novo sítio para viver “há um ano”.

A notícia é da edição espanhola da Vanity Fair, que refere que a neta de Franco e socialite espanhola se sente “desgastada pelas polémicas” em torno do seu avô.

Em causa está a pretensão do Governo de Espanha, liderado por Pedro Sánchez, que a 18 de junho anunciou numa entrevista que quer exumar os restos mortais de Francisco Franco do Vale dos Caídos, monumento à Guerra Civil espanhola nos arredores de Madrid.

O Governo de Pedro Sánchez quer ainda retirar os títulos nobiliárquicos de que dispõem os familiares de Franco e erradicar a Fundação Francisco Franco.

Depois de os sete netos do ditador terem recusado em bloco a exumação do seu avô, o Governo de Espanha procura agora alterar a lei da Memória Histórica, de forma a que seja possível desenterrar Francisco Franco sem que uma autorização da família seja necessária.

Governo de Sánchez quer alterar lei para retirar Franco do Vale dos Caídos sem o acordo da família do ditador