O Bugatti Chiron já é um superdesportivo exuberante, com um motor W16 com quatro turbocompressores e 1.500 cv, uma força de 1.600 Nm, o que lhe permite atingir 420 km/h – e mais de 460 km/h quando a Michelin lhe colocar à disposição os novos pneus que deixam de estar limitados a 420 km/h – e atingir 100 km/h em 2,5 segundos. E se as suas prestações impressionam, então o que dizer da exclusividade, pois só vão ser construídas 500 destas preciosidades. Mas, como há sempre clientes que querem mais, a Bugatti decidiu fazer o Divo.

Do Bugatti Divo, que a marca francesa do Grupo Volkswagen vai apresentar na próxima 6ª feira na Califórnia, no Concurso de Elegância de Pebble Beach, sabe-se apenas que vai ser ainda mais exclusivo do que o Chiron, uma vez que apenas vão ser produzidos 40 veículos, certamente já todos vendidos, ou no mínimo apalavrados, apesar de exigirem um investimento de 5 milhões de euros – o dobro do Chiron ‘normal’.

E o mais curioso é que se bem que substancialmente mais caro, cada um dos Divo vai valer ainda mais, mesmo enquanto usado, assim que um dos felizes 40 proprietários decidir colocar o seu à venda, depois de dar umas voltinhas. Sendo que cada voltinha que der, desvaloriza o produto.

Fotos do Divo ainda não há, mas a Bugatti encarregou-se de manter a chama viva ao partilhar um vídeo em que não se vê o carro, mas ouve-se o seu roncar. E promete.