A polícia argentina realizou esta quinta-feira buscas à residência da ex-Presidente Cristina Kirchner, no âmbito do processo de investigação a um alegado sistema de corrupção no período de 2007 a 2015, quando ocupou a chefia do Estado, revelou a imprensa.

As buscas ao imóvel de Kirchner num bairro luxuoso de Buenos Aires, testemunhadas por uma dezena de jornalistas, foram ordenadas pelo juiz Claudio Bonadio e conduzidas por duas dezenas de polícias, que instalaram um cordão de segurança e bloquearam o acesso ao edifício. O mandado de buscas é mais uma diligência no processo que investiga o escândalo dos “cadernos de corrupção”, que revelou supostos subornos à administração Kirchner por empresas de construção e obras públicas.

Na noite de quarta-feira, o Senado suspendeu parcialmente a imunidade de Cristina Kirchner, agora senadora, autorizando as buscas a três propriedades da ex-presidente. A decisão surgiu depois de nas últimas semanas terem ocorrido vários protestos nas ruas de Buenos Aires a exigir o levantamento da imunidade.