Este foi um sábado diferente de agosto que, além de dérbi lisboeta, teve direito a imagens que há muito não passavam nas televisões portuguesas. Menos de uma hora antes do início do jogo grande da jornada, Sousa Cintra, líder da SAD leonina, cumprimentava Domingos Almeida Lima, vice-presidente dos encarnados, com o emblema do Benfica em pano de fundo. Em entrevista à BTV – há alguns meses, poderia parecer impensável um presidente da SAD do Sporting falar com a televisão oficial do rival –, Sousa Cintra sublinhou a “relação impecável” que tem com os dirigentes do Benfica e até lamentou a ausência de Luís Filipe Vieira, que permanece afastado devido a problemas de saúde.

Ambiente de rivalidade saudável marcou o primeiro jogo grande da temporada (PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/Getty Images)

“Vim sempre ao Estádio da Luz, tivemos uma relação impecável e hoje cá estou eu outra vez. Tenho uma excelente relação com os dirigentes do Benfica, com o presidente também que não pode estar cá. O Sporting e o Benfica têm de olhar para si como rivais mas uma rivalidade saudável. São eles que fazem a bandeira nacional. O futebol precisa de paz, tranquilidade, de acabar com as guerrilhas. Sou um homem de paz e de diálogo. Que ganhe o melhor e que o melhor seja o Sporting”, disse Sousa Cintra para os microfones do canal dos encarnados.

Domingos Almeida Lima vincou as principais ideias expostas pelo líder leonino, deu “as boas-vindas à delegação do Sporting” e desejou “que se sintam bem e que desfrutem”. “Com o devido respeito pelos outros, esta rivalidade de mais de um século é o que faz vibrar as multidões. Que seja um jogo com respeito e que no fim aceitemos o resultado”, defendeu o vice do Benfica, em representação de Luís Filipe Vieira. De referir ainda que o responsável encarnado entregou ainda a Artur Torres Pereira, presidente da Comissão de Gestão do Sporting, uma salva de prata.

Rui Vitória e José Peseiro cumprimentaram-se de forma efusiva antes do início da encontro (PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP/Getty Images)

A cordialidade e rivalidade saudável entre Benfica e Sporting que se foi perdendo com o tempo ficou patente também já dentro do relvado. Rui Vitória e José Peseiro, os dois treinadores, cumprimentaram-se efusivamente à saída do túnel. Nas bancadas, o bom ambiente foi contagiado pelas ações dos líderes e treinadores de parte a parte. Afinal, é dia de dérbi.