O parlamento iraniano votou este domingo a favor da demissão do ministro da Economia, Masoud Karbasian, num novo revés para o governo do Presidente Hassan Rohani, que enfrenta uma crescente crise económica, avançou a Agência France Presse.

O voto de confiança a Masoud Karbasian foi negado por 137 parlamentares, contra 121 votos favoráveis e duas abstenções.

O ministro da Economia do Irão é o segundo a ser demitido desde o início deste mês, por voto no parlamento, depois do responsável pela pasta do Trabalho, Ali Rabiie, a 08 de agosto.

A crescente crise económica no Irão tem como pano de fundo a reintegração das sanções dos Estados Unidos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O Irão regista há vários anos taxas elevadas de inflação e de desemprego, apesar de uma ligeira melhoria após o acordo nuclear assinado em 2015 com as grandes potências mundiais, que permitiu o levantamento das sanções internacionais e a chegada ao país de vários investidores estrangeiros.

O governo de Hassan Rohani está a ser alvo de críticas por não aproveitar as oportunidades ligadas a este acordo, moribundo depois de os Estados Unidos terem saído em maio e terem restabelecido as sanções contra Teerão.

“A ineficácia e a falta de programa (do governo) não têm nada que ver com as sanções”, declarou o deputado conservador Abbas Payizadeh antes da votação de hoje, acrescentando que “as más decisões prejudicaram o povo e levaram alguns a saquear recursos públicos”.