David Katz, um jovem de 24 anos de Baltimore, entrou este domingo no restaurante Chicago Pizza, em Jacksonville, na Flórida, e começou a disparar. O atirador matou duas pessoas e feriu outras onze: nove com ferimentos de bala e duas com outro tipo de ferimentos. O atacante pôs depois fim à própria vida com um tiro. No restaurante — que fica no centro comercial The Landing — decorria um torneio de videojogos para o qual, segundo a polícia de Jacksonville, o jovem Katz estava inscrito para participar.

O xerife Mike Williams disse em conferência de imprensa transmitida em direto no Facebook às 00h30 deste domingo (19h30, em Jacksonville) que o atirador “estava na cidade para participar no torneio de videojogos” e que “terá passado a noite anterior na cidade, provavelmente num hotel”. A polícia, acrescenta o xerife, “desconhece as motivações” do ataca e também ainda não sabe se ele conhecia ou não as vítimas.

Mike Williams revelou ainda que a polícia localizou o carro que Katz utilizou como meio de transporte de Baltimore (em Maryland) até Jacksonville (na Flórida). Segundo o xerife, o FBI está a ajudar na investigação, que também decorre na cidade do atirador.

Na mesma conferência de imprensa, o xerife Williams avisou que o número de feridos “ainda pode variar”, uma vez que “há pessoas que podem ter ido por sua iniciativa para o hospital“. Isso foi, aliás, o que aconteceu com duas das pessoas.

Pouco depois começava a ser divulgado nas redes sociais o vídeo com o momento em que ocorreu o tiroteio. O torneio estava a ser transmitido em streaming no momento do tiroteio. Nesse momento, pode ouvir-se vários tiros durante alguns segundos.

https://www.youtube.com/watch?v=VzfK-ir1Zt8&app=desktop

O ataque ocorreu às 13h30 locais (18h30, em Lisboa) e a polícia chegou ao local minutos depois da primeira chamada para o 911. Nessa altura, a polícia emitiu um aviso para as pessoas ficarem longe do local, por desconhecer se ainda existiam atiradores no local.

Pouco depois, a polícia confirmava várias vítimas. A imprensa local chegou a avançar com quatro mortos, mas o número não se confirmou.

Durante a operação, a polícia foi relevando que encontrou várias pessoas escondidas em zonas fechadas, que se protegeram do tiroteio. As autoridades diziam ainda às pessoas que estavam escondidas para se manterem calmas e ficarem no sítio onde estavam, uma vez que as unidades SWAT estavam a verificar todo o espaço. E prometia: “Nós vamos chegar até si. Por favor, não saia a correr.”