Canoagem

“Regras, disciplina e muito trabalho” no sucesso do bicampeão Pimenta

287

O bicampeão do mundo Fernando Pimenta diz que o que separa um atleta de eleição de todos os outros é o rigor com que encara as exigências da canoagem, a modalidade que acolheu.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

O bicampeão do mundo Fernando Pimenta assumiu este domingo que o que separa um atleta de eleição de todos os outros é o rigor com que encara as exigências da canoagem, a modalidade que acolheu.

“Um superatleta é igual a todos os outros, mas tem regras, disciplina e muito trabalho por trás”, disse, minutos depois de subir pela segunda vez ao mais alto lugar do pódio dos Mundiais de Montemor-o-Velho, que terminaram hoje.

Depois de repetir o ouro em K1 5000, que se seguiu ao inédito título de sábado em K1 1000, Pimenta completou: “O desporto neste momento não tem segredos. Tem muito trabalho, sacrifico, abnegação e dar tudo por tudo. Temos também dias menos positivos, contudo temos de levantar cabeça e buscar energia nos momentos fantásticos como este. E trabalhar.”

Para conquistar a medalha de ouro, o canoísta de Ponte de Lima liderou a prova quase sempre e completou-a em 21.42,196 minutos, batendo o dinamarquês René Poulsen, por 1,527 segundos, enquanto o espanhol Javier Hernanz terminou em terceiro, a 4,369.

O tricampeão da Europa em K1 1000, e que já perdeu a conta às medalhas internacionais na sua carreira, deseja agora voltar ao pódio olímpico – foi prata em Londres2012 com Emanuel Silva em K2 1000 -, mas agora para o lugar mais alto

“Fica a faltar o ouro olímpico, a cereja no topo bolo de qualquer atleta. Sei que é possível. Primeiro, o apuramento olímpico. Depois todo o trabalho direcionado para os Jogos”, assumiu.

Pimenta diz que “todas as medalhas são especiais”, até porque o “ajudam a evoluir e crescer como ser humano”.

“O quinto lugar nos Jogos Olímpicos fez de mim um atleta ainda mais maduro, forte psicologicamente, e isso ajudou-me a conquistar estas medalhas de ouro, que também são do meu treinador e de todos os meus colegas da seleção”, vincou.

Pimenta garante que os dois títulos mundiais em 24 horas “ficam na história do desporto nacional e da canoagem mundial, pois poucos atletas o conseguiram fazer”.

“Durante a prova tentei deixar os principais adversários para trás, porém ninguém colaborava na frente. Nos metros finais reparei que mais nenhum adversário ia conseguir disputar o sprint. Sentia-me muito fresco. Foi o momento em que pensei que vou conseguir ganhar, com o treinador ao lado a gritar e a puxar por mim”, contou.

Pimenta admitiu que as bancadas repletas com milhares de adeptos a gritar pelo seu nome o fez ter vontade de “fazer sprints e arrancar”, mas sossegou, pois tinha a prova para gerir.

“Estou extremamente feliz. Agora é celebrar a de ontem e a de hoje”, concluiu.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eleições Europeias

Querida Europa...

Inês Pina

Sabemos que nos pedes para votarmos de cinco em cinco anos, nem é muito, mas olha é uma maçada! É sempre no dia em que o primo casa, a viagem está marcada, em que há almoço de família…

Educação

Aprendizagem combinada: o futuro do ensino

Patrick Götz

Só integrando a tecnologia na escola se pode dar resposta às necessidades do futuro, no qual os futuros trabalhadores, mesmo que não trabalhando na indústria tecnológica, terão de possuir conhecimento

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)