Marcos Freitas foi derrotado, este domingo, na final do Open da República Checa em ténis de mesa, disputado em Olomouc, cedendo no encontro decisivo perante o chinês Peifeng Zheng, um jogador que não tem competido no ‘World Tour’.

Zheng derrotou o português por 4-2, com parciais de 13-11, 6-11, 8-11, 11-7, 11-8, 11-6, no que é a primeira vitória de sempre em finais deste jogador, que tem 22 anos, mas não compete a nível internacional desde 2014, pelo que não tem ‘ranking’.

Depois de um percurso brilhante, Freitas, atual 16.º do ‘ranking’ mundial, apareceu na final com vontade de repetir o triunfo de Olomouc em 2014, mas acabou por ceder ante um jogo ‘conservador’, mas muito seguro do adversário.

Freitas começou muito bem e chegou a 7-2, logo de início, para depois se deixar empatar e perder de forma inesperada, por 13-11.

Registo semelhante a seguir, na entrada de Freitas, com 7-2, mas agora a não se deixar surpreender e fechar com 11-6. Mais equilibrado de princípio, o terceiro ‘set’ esteve empatado a 4-4, mas depois, com 10-6, o português dispôs de quatro bolas de ponto.

Depois, pouco a pouco, o jogo do chinês foi melhorando, a ‘baralhar’ um pouco a expectativa geral, tirando partido de vários erros de Marcos Freitas, que lhe minaram a confiança no último ‘set’, em que já estava visivelmente resignado.