Foi detido o homem filmado a assediar e depois a agredir com um estalo uma mulher de 22 anos junto a uma esplanada em Paris, avança o The Guardian. O homem foi apanhado à saída de um hospital psiquiátrico. A agressão aconteceu depois de Marie Laguerre  ter mandado calar o homem quando este a abordou na rua e “usou linguagem obscena”, queixou-se ela. Como mostram as imagens captadas pelas câmaras de vigilância, o homem afasta-se quando Marie o manda calar, mas depois volta ao encontro da estudante de 22 anos para lhe bater violentamente no rosto.

O homem foi detido esta segunda-feira e está a ser acusado de agressão e de assédio sexual. Marie Laguerre, a vítima, foi chamada pelas autoridades para identificar o homem e confirmar que aquele foi o indivíduo que a atacou.

https://observador.pt/videos/atualidade/marie-queixou-se-de-assedio-e-levou-um-violento-estalo/

A estudante explicou na página pessoal de Facebook que ele se dirigiu a ela “de uma maneira provocadora e humilhante”: “Mandei-o calar-se e continuei a andar porque não suporto este tipo de comportamento. Não consigo ficar calada e não devemos continuar caladas por mais tempo”, disse ela nas redes sociais. Marie Laguerre abriu um site chamado Nous Toutes Harcelement (“Somos Todas Assediadas” em português) para expor casos como o dela.

Depois de Marie Laguerre ter sido agredida “no meio da rua durante o dia à frente de dezenas de pessoas”, como descreve no Facebook, algumas pessoas levantaram-se das cadeiras na esplanada e confrontaram o agressor. As imagens mostram o dono do café a ameaçá-lo com uma cadeira. O homem fugiu, mas Marie Laguerre apresentou queixa na polícia e disse: “Não foi a primeira vez que me aconteceu naquele dia, naquela semana, naquele mês. Este tipo de coisas acontece-me a toda a hora”.