Serra da Estrela

Candidatura do Geopark Estrela analisada pela UNESCO em setembro

A candidatura da Serra da Estrela a Geopark vai ser analisada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no dia 8 de setembro.

ANTÓNIO JOSÉ/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A candidatura da Serra da Estrela a Geopark vai ser analisada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no dia 8 de setembro, anunciou esta sexta-feira a Associação Geopark Estrela.

“É oficial. Dia 8 [de setembro] o ‘council’ da UNESCO, o ‘council’ do Programa de Geoparks Globais da UNESCO, vai apreciar e votar a candidatura da [Serra da Estrela] a Geopark Mundial, em Itália, na 8.ª Conferência Mundial de Geoparks”, disse esta sexta-feira na Torre, na Serra da Estrela, o coordenador executivo da Associação Geopark Estrela, Emanuel de Castro. O responsável fez o anúncio durante a cerimónia de assinatura do contrato do projeto “Valorização da Oferta Turística do território Geopark Estrela”, que contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Segundo Emanuel de Castro, “do resultado desse ‘Ccuncil’ há uma apreciação e uma opinião formulada, que depois terá de ser ratificada pela própria UNESCO”. “Não é uma decisão oficial, embora é o passo mais importante – depois da entrega da candidatura -, mas é o passo, nesta fase, mais importante para termos, de facto, a classificação”, sublinhou.

O coordenador executivo da Associação Geopark Estrela está confiante na aprovação da candidatura, lembrando que no mês de julho foi feita uma avaliação dos peritos da UNESCO que “ficaram muito agradados com aquilo que este território tem para oferecer” e com o trabalho realizado pela Associação. Disse ainda que após a aprovação no dia 8 de setembro, “no limite, a UNESCO compromete-se a enviar o resultado final até abril de 2019”.

A secretária de Estado do Turismo declarou aos jornalistas que tem “uma grande expectativa” no reconhecimento internacional da área da Serra da Estrela, “como uma forma, também, de alavancar e promover cada vez mais internacionalmente estes territórios”. “O que nós sentimos é que cada vez mais há aqui procura ao longo de todo o ano e o que se sente cada vez mais é que aqui a Serra da Estrela pode viver não só da época tradicionalmente alta da neve, mas também como um destino de natureza, de trilhos, de passeios a pé, que cada mais tem procura e é cada vez mais a tendência internacional”, disse Ana Mendes Godinho.

A Associação Geopark Estrela, com sede na cidade da Guarda, entregou em novembro de 2017 a candidatura da Serra da Estrela a Geopark Mundial da UNESCO. Os trabalhos da candidatura começaram em 2014, em 2015 foi assinado o memorando de entendimento com os nove municípios abrangidos (Gouveia, Manteigas, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Guarda, Seia, Oliveira do Hospital, Covilhã e Belmonte) e, no ano seguinte, foi criada a Associação Geopark Estrela. O território que é candidato a Geopark Estrela tem 2.216 quilómetros quadrados de área e 170 mil habitantes.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)