O bispo Charles H Ellis que conduziu as cerimónias fúnebres que precederam o funeral de Aretha Franklin, esta sexta-feira, pediu desculpas a Ariana Grande depois de ter sido acusado de assediar a cantora pelos próprios fãs. “Talvez tenha sido amigável ou íntimo demais. Mas, novamente, peço desculpa”, admitiu.

Depois da atuação de Ariana Grande, de 25 anos, o bispo abraça a cantora, coloca a mão por baixo do seu peito direito, apertando-o com os dedos. O momento causou alguma polémica nas redes sociais. Com a hashtag #RespectAriana —  uma alusão à canção “Respect”, de Ottis Redding, um dos grandes sucessos de Aretha Franklin — o assunto tornou-se um dos mais falados mundialmente no Twitter. “Este homem é muito nojento. Vejam a cara de Ariana de total desconforto”, escreveu uma das fãs.

Face à polémica, Charles H. Ellis pediu desculpa à cantora reconhecendo que “talvez tenha passado do limite” mas garantindo que “nunca” seria sua “intenção tocar no peito de nenhuma mulher”. O bispo pediu desculpa no próprio dia, numa entrevista à Associated Press, no cemitério onde Aretha Franklin foi enterrada.

Nunca seria a minha intenção tocar no peito de nenhuma mulher. Eu não sei… acho que coloquei o meu braço em volta dela [de Ariana]. Talvez tenha ultrapassado os limites, talvez tenha sido amigável ou íntimo demais. Mas, novamente, peço desculpa”, disse o bispo.

Charles H. Ellis não deixou de alertar que, ao longo da cerimónia de oito horas, abraçou todos os artistas: “Abracei todas as artistas e todos os artistas. A todos aqueles que subiam [ao palco] dei um aperto de mão e um abraço. É isto que nós fazemos na igreja, é tudo sobre amor. A última coisa que quero fazer é ser uma distração para este dia. Este dia é apenas sobre Aretha Franklin.”

“Quando vi Ariana Grande no programa, achei que era algo novo no Taco Bell”

Charles H. Ellis pediu ainda desculpa a Ariana Grande por ter feito uma piada considerada racista pelos fãs. No palco, o bispo confessou que quando viu o nome da cantora no programa achou que fosse um produto novo no menu do Taco Bell — uma rede de comida mexicana popular nos Estados Unidos. “Quando vi Ariana Grande no programa, achei que era algo novo no Taco Bell”, disse.

Peço desculpas a Ariana, aos seus fãs e a toda a comunidade hispânica. Quando se faz um programa de nove horas de duração, tenta-se fazer piadas aqui e ali”, justificou ele.

Ainda no palco, Ariana Grande clarificou que não tinha origem hispânica mas, sim, italiana. A cantora, ao contrário dos fãs, não fez qualquer comentário sobre o assunto, até ao momentos.