Os acidentes rodoviários provocaram este ano 329 mortos nas estradas portuguesas, menos cinco do que em igual período de 2017, indicou esta segunda-feira a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, adianta que se registaram, entre 1 de janeiro e 31 de agosto, 86.290 desastres, mais 1.440 do que no mesmo período do ano passado. Segundo a Segurança Rodoviária, o maior número de vítimas mortais ocorreu no distrito de Setúbal (52), seguido do Porto (34) e Lisboa (30).

Já os distritos com menos mortos nas estradas foram este ano Portalegre (3), Bragança (4) e Viana do Castelo (5). A ANSR indica também que os acidentes rodoviários provocaram este ano 1.286 feridos graves, menos 170 do que no mesmo período de 2017.

De acordo com a ANSR, 26.189 pessoas sofreram ainda ferimentos ligeiros entre 1 de janeiro e 31 de agosto, contra os 27.068 registados no ano passado. Os dados da ANSR dizem respeito às vítimas mortais cujo óbito ocorreu no local do acidente ou durante o transporte para o hospital.