Adrien Silva, futebolista formado pelo Sporting que joga atualmente no clube inglês Leicester, negou as notícias que avançaram um “princípio de acordo” com o candidato presidencial José Maria Ricciardi para voltar ao clube, caso este vença às eleições. Nas redes sociais, Adrien revelou ter “vontade de regressar um dia” ao Sporting e avançou ter sido “contactado diversas vezes por vários candidatos”  mas garantiu não ter qualquer acordo: “É falso. O meu presidente é só um, chama-se Sporting”.

O médio tentou manter-se à parte das eleições do clube. “Como sportinguista, quero sempre o melhor para o meu clube e quem quer que seja o vencedor terá todo o meu apoio, respeito e carinho pois tenho a certeza que quer o melhor para o nosso clube”, escreveu. Adrien lembrou ainda que “neste momento” defende as cores do Leicester City: “É aqui que estou focado e que dou o melhor”. No entanto, acrescentou: “O Sporting C.P. é o meu Clube do coração e o que sempre vou defender e apoiar durante a minha vida! Sou feito de Sporting!” A mensagem termina com Adrien a enviar “um abraço de boa sorte para todos os candidatos e que tragam o melhor para o nosso clube. Para sempre vosso, Adrien Silva”.

José Eduardo desmente: “Houve acordo”

José Eduardo, responsável pelo futebol da candidatura de Ricciardi, desmentiu o jogador, em declarações à CMTV citadas pelo jornal Record:

“Ontem de manhã, nos escritórios da Avenida da Liberdade, onde temos o nosso centro operacional, houve uma reunião comigo, Caneira, Ricciardi e Adrien onde se manifestou a vontade, de parte a parte, em ver as possibilidades de o Adrien vir para o Sporting. Havia um compromisso de não divulgarmos esta reunião, mas neste momento sou obrigado a divulgar, já que ele veio a público dizer isto. É um compromisso que só pode ser efetivo depois de se conversar com o Leicester. O Adrien mostrou-se disponível para representar o Sporting, desde que o Leicester o liberte. Compromisso? Houve, com a minha presença, a de Ricciardi, Caneira e Adrien”, afirmou o responsável para o futebol escolhido pelo candidato José Maria Ricciardi.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

José Eduardo referiu que “naturalmente”, o jogador “só pode comprometer-se se ganharmos. Que realmente houve um acordo tácito, que não foi escrito nem podia ser, mas que estaria na disposição de vir para o Sporting através da nossa candidatura, isso ficou claro. E houve um aperto de mão”. O atual administrador da Casa do Marquês, empresa de catering que serve os camarotes do Estádio José Alvalade, acrescentou que desconhecia contactos do jogador com outros candidatos: “Não ficou claro para mim que tenha havido, mas se calhar houve. O Adrien não me disse nada disso. Disse que foi contactado através do Caneira. Até ontem de manhã só tinha sido contactado por nós”.

As notícias avançadas por “fonte próxima”

Esta manhã, os jornais Record e O Jogo publicaram notícias ligando Adrien Silva ao candidato à presidência dos leões, José Maria Ricciardi. Os dois órgãos noticiavam um “princípio de acordo” entre Ricciardi e Adrien para o regresso do médio a Alvalade, caso o primeiro vença as eleições e se torne presidente do Sporting.  O jornal Record revelou ainda ter apurado a informação “junto de fonte próxima do processo”, que teria sido conduzido “por José Eduardo e Marco Caneira, os homens fortes do futebol de José Maria Ricciardi”. O acordo, acrescentava o jornal, não deveria ser confirmado por nenhuma das partes “nos próximos dias, uma vez que as negociações com o Leicester só serão levadas a cabo caso Ricciardi seja eleito”.

“Não fazemos grupinhos, segmentos nem coisas de pastelaria”: José Maria Ricciardi oficializou lista às eleições

O jogador formado na Academia de Alcochete saiu do Sporting rumo ao Leicester no verão de 2017, numa transferência polémica em cima do fecho do mercado, que levou o clube inglês a não conseguir inscrever o jogador na Federação Inglesa. Adrien Silva esteve, assim, sem jogar até janeiro, altura em que foi inscrito. Apesar de já ter disputado 19 jogos pelo clube inglês desde janeiro, Adrien Silva tem tido dificuldades em estabelecer-se em definitivo como titular. Mesmo assim, o médio integrou os 23 convocados de Fernando Santos para o Mundial de futebol, disputado este verão.

Há cerca de uma semana, o antigo guarda-redes do Sporting Rui Patrício desmentiu José Maria Ricciardi, que afirmou num debate na Sporting TV que o antigo jogador dos leões, que rescindiu este verão alegando justa causa, ter-lhe-ia dito que Frederico Varandas, antigo diretor clínico e também candidato à presidência do Sporting, se escondeu no gabinete médico aquando da invasão de mais de 40 adeptos encapuçados a Alcochete. “Não prestei qualquer tipo de declaração sobre os acontecimentos de Alcochete a nenhum dos candidatos”, escreveu Rui Patrício, num comunicado partilhado nas suas redes sociais.

Rui Patrício desmente Ricciardi: “Não prestei declarações a nenhum candidato”