Uma mulher norte-americana foi detida na Carolina do Sul por suspeitas de ter envenenado o marido. Lana Clayton, de 52 anos, terá misturado gotas para os olhos na água de Stephen Clayton, de 64 anos, ao longo de vários dias.

A detenção aconteceu na passada sexta-feira depois de o teste de toxicologia ter detetado a presença de tetrahidrozolina no corpo do marido. Stephen foi dado como morto a 21 de julho, depois de ter sido encontrado na casa onde o casal residia em Clover, a cerca de 30 quilómetros de Charlotte, na Carolina do Norte. Segundo a BBC, o homem aparentava ter caído das escadas.

De acordo com um comunicado emitido pela polícia do condado de York, a mulher confessou aos investigadores ter administrado a substância ao marido “sem o seu conhecimento” entre os dias 19 e 21 de julho. O mesmo documento indica que está acusada de “homicídio e de adulterar maliciosamente a comida”.

Lana Clayton era funcionária pública e não tinha antecedentes criminais, avança o jornal Carolina Herald. Contudo, ao que o Charlotte Observer conseguiu apurar, os procuradores estão a rever um incidente de 2016, quando a mulher alvejou o marido com uma besta na cabeça. De acordo com o relatório policial do incidente consultado pela publicação, Lana foi encontrada em casa “a chorar e perturbada”, tendo alegado que o Stephen era psicologicamente abusivo e tinha “mudanças de humor abruptas”, mas nunca tinha abusado fisicamente dela. A ocorrência tinha sido considerada como “acidental”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Segundo os amigos, o casal estava junto há oito anos. À WSOC-TV, os familiares de Stephen disseram estar “chocados e mortificados com a causa da morte”. “Toda a nossa família e amigos sabem o quanto ele amava a mulher, Lana, e quão devoto era para com ela. Ainda estamos a tentar processar isto.”

A tetrahidrozolina é uma substância usada para tratar a vermelhidão que pode ser encontrada em gotas oftalmológicas e em alguns sprays nasais que não precisam de prescrição médica. De acordo com a Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos, os sintomas de envenenamento incluem convulsões, paragens respiratórias, alterações na pressão arterial, dores de cabeça e visão turva, podendo induzir o coma.