As autoridades japonesas atualizaram para 37 o número de mortos na sequência de um terramoto de magnitude 6,7 que atingiu na quinta-feira a ilha de Hokkaido, no norte do país.

O governo local de Hokkaido informou que duas pessoas continuam desaparecidas e que uma outra apresentava um quadro clínico crítico. O anterior balanço contabilizava 30 vítimas mortais e cerca de 400 feridos leves.

O terramoto causou um corte geral na energia e paralisou os transportes públicos em Hokkaido, que precisou de dois dias para restaurar a eletricidade na maior parte da ilha na qual habitam 5,4 milhões de pessoas.

O terramoto ocorreu a 62 quilómetros a sudeste da capital regional, Sapporo, a 40 quilómetros de profundidade, apenas dois dias depois de um tufão ter devastado a região oeste de Osaka.