Arábia Saudita

Arábia Saudita. Egípcio detido por tomar pequeno almoço com mulher

488

A detenção aconteceu depois de um vídeo se ter tornado viral no Twitter. Nas imagens, o homem aparece a tomar o pequeno almoço com uma mulher, colega de trabalho.

Um homem egípcio foi detido na Arábia Saudita depois de um vídeo, em que aparece a tomar o pequeno almoço com uma mulher, se ter tornado viral no Twitter. As imagens geraram discussão nas redes sociais, com setores mais conservadores da sociedade saudita a condenar a atitude dos dois colegas.

No vídeo, com cerca de 30 segundos, que o próprio divulgou na rede social, o empregado de hotel surge a comer com uma colega, uma mulher que se assume que seja saudita e que veste um niqab —  o véu tradicional que apenas deixa as mãos e olhos descobertos. A polémica assumiu proporções ainda maiores por causa do momento, também filmado, em que a mulher dá comida à boca do homem.

Segundo a lei saudita, as mulheres e famílias devem sentar-se separadamente dos homens solteiros nos restaurantes e locais de trabalho. E foi com base nesta legislação que o Ministério do Trabalho e Desenvolvimento Social deteve o homem, acusando-o, segundo a BBC, de “cometer várias violações e de ocupar um lugar exclusivamente destinado a sauditas”. De acordo com a Reuters, o dono do hotel foi também chamado a prestar declarações, por “falhar na adoção dos controlos espaciais para empregar mulheres”.

Além da condenação, o caso levou vários utilizadores do Twitter a questionar a situação de desigualdade de género no país. Apesar dos recentes progressos — a Arábia Saudita passou a permitir que as mulheres conduzissem, frequentassem o cinema e os estádios de futebol –, este país continua a estar entre os considerados mais restritivos nos direitos das mulheres. Considerado o 138º em 144 no Gender Gap Index, continua a não permitir que as mulheres abram conta bancária própria, viajem para o estrangeiro, casem ou se divorciem sem permissão masculina.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PS

O terrível regresso da "Europa da troika" /premium

Miguel Pinheiro

Nas eleições europeias, o PS é contra a "Europa da troika", contra a "Europa dos populistas" e contra a "Europa do Brexit". Ou seja: é uma soma de confusões, contradições e baralhações.

Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Enfermeiros

Elogio da Enfermagem

Luís Coelho
323

Muitos pensam que um enfermeiro não passa de um "pseudo-médico" frustrado. Tomara que as "frustrações" fossem assim, deste modo de dar o corpo ao manifesto para que o corpo do "outro" possa prevalecer

Poupança

O capital liberta

André Abrantes Amaral

É do ataque constante ao capital que advêm as empresas descapitalizadas, as famílias endividadas e um Estado sujeito a três resgates internacionais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)