Atacante de Bolsonaro sentia-se "ameaçado"

Adélio Bispo de Oliveira classificou o ataque a Jair Bolsonaro como um "incidente imprevisto" e afirmou que se sentia "literalmente ameaçado" pelos discursos do candidato.

Por Observador