A Audi, aproveitando a ‘queda’ que os noruegueses têm para os veículos eléctricos, já está a incentivar a aquisição do novo e-tron, o SUV eléctrico que começou a produzir no princípio de Setembro e que vai apresentar na Califórnia no dia 17 deste mês. Na realidade, trata-se de uma encomenda de olhos fechados, pois não só o produto ainda não foi visto sem camuflagem, como não são ainda conhecidas uma série de especificações técnicas.

Há que ter em conta que o gosto que os condutores da Noruega têm por carros eléctricos tem muito mais a ver com os incentivos fornecidos à sua aquisição e utilização, do que qualquer outro motivo que leve estes nórdicos a preferir motores movidos a electricidade, em vez das potentes unidades a gasolina e a gasóleo. Mas face à popularidade de que têm sido alvo, o Estado norueguês iniciou já um processo gradual de redução de incentivos. E daí que a Audi esteja a recordar os indecisos que se querem o seu SUV eléctrico nas melhores condições financeiras, o melhor é concretizarem a encomenda quanto antes.

Não deixa de ser curioso que um país como a Noruega, que deve o seu nível de vida ao petróleo que extrai do Mar do Norte, com tudo o que isso implica em matéria de poluição, venha depois arvorar-se em grande defensor do ambiente. Afirmam mesmo os políticos locais, a começar pela presidente da câmara de Oslo, a quem foi atribuído o estatuto da cidade mais “verde” da Europa, que são grandes defensores do ambiente por queimarem cada vez menos combustíveis derivados do petróleo. Isto apesar de o exportarem para os países vizinhos, que o queimam como se não houvesse amanhã.

Mas à Audi interessa surfar a onda eléctrica norueguesa, à semelhança dos seus rivais, pois apesar de a Noruega ser um país com um reduzido número de habitantes, tem um dos maiores volumes de vendas de carros eléctricos. O mais interessante é que a possibilidade de encomendar o e-tron não é de agora, uma vez o período de encomendas foi iniciado em Abril de 2017, sempre contra um depósito de 20.000 coroas, cerca de 2.000€, enquanto alguns dos restantes países, como os EUA (onde vai decorrer a apresentação), apenas o podem encomendar a partir do dia da apresentação.

Na troca de informação entre a Audi e os clientes locais, tornou-se igualmente público que o e-tron vai estar equipado com uma bagageira com 600 litros de capacidade e que, ao contrário do Mercedes EQC, mas à semelhança dos Tesla e Jaguar I-Pace, vai usufruir de uma mala à frente, com uma capacidade de 60 litros.