A firma de arquitetura Znera, sediada no Dubai, desenvolveu o The Smog Project, um projeto que pretende construir uma vasta rede de torres, com 100 metros de altura, para combater o ar tóxico que se faz sentir numa cidade. A construção está pensada para Nova Deli, a segunda maior cidade da Índia.

Nova Deli está entre as cidades mais poluídas do mundo, segundo um estudo feito pela Organização Mundial de Saúde. Os resíduos industriais produzidos e queimados diariamente, a circulação de uma grande quantidade de veículos a diesel e o funcionamento de centrais elétricas (sem filtros suficientes que impeçam a emissão de gases para a atmosfera) são as principais causas da poluição atmosférica das grandes cidades, nomeadamente de Nova Deli.

7 fotos

É neste contexto que o projeto The Smog surge para fazer face à imensa poluição atmosférica que assola a cidade: as torres irão absorver a poluição e reciclá-la para a transformar em ar respirável. Os mecanismos de filtragem na base de cada estrutura irão captar os poluentes de modo a que os ventiladores localizados nos vértices consigam bombear ar puro. A firma Znera estima que possam ser produzidos 3,2 metros cúbicos de ar limpo todos os dias.

“É o primeiro passo na direção certa, e esse passo tem de ser ambicioso”, diz Najmus Chowdhry, o principal arquiteto da Znera. Segundo Chowdhry se nada for feito a Índia irá aproximar-se de um desastre irreversível. Entre os objetivos do arquiteto está o fomento do uso de veículos alternativos e a proibição de circulação de carros mais antigos — que poluem mais — e, possivelmente, o recurso a canhões de água e helicópteros que pulverizem água. “As mentalidades precisam de mudar”, alertou Najmus Chowdhry.

Em Pequim (China), em Roterdão (Holanda) e em Cracóvia (Polónia) já podemos encontrar este tipo de torres “amigas do ambiente”, ainda que nas duas últimas cidades elas tenham uma altura de apenas sete metros.

A atmosfera de Nova Deli contém elevados níveis de poluentes cancerígenos, que diminuem a qualidade de vida dos seus habitantes e contribuem, em grande escala, para o aumento do efeito de estufa do planeta.