Já muito se escreveu sobre o ressurgimento do Defender, o mítico modelo da Land Rover que conotou a marca à supremacia no fora de estrada. Sabe-se agora, graças à Autocar, que a nova geração do SUV britânico vai chegar ao mercado com diversas opções de carroçaria – incluindo uma pick-up que poderá ameaçar o interesse pela Mercedes Classe X, entre a clientela premium.

Conforme avança a publicação britânica, a futura geração do Defender contempla uma pick-up de cabina dupla, capaz de fazer frente à alternativa que a Mercedes agora comercializa, a Classe X, que na base é uma Nissan Navara – tal como a Alaskan da Renault, que não é comercializada em Portugal.

Pick-up Alaskan já na Europa. Mas não em Portugal

Partindo exactamente da mesma fórmula que a Mercedes concebeu para tornar a Classe X mais apetecível, a Land Rover vai propor uma pick-up Defender mais rude, para o trabalho puro e duro, e uma outra versão, mais luxuosa.

Classe X: mais do que uma Nissan, uma surpresa

Com o fito de explorar ao máximo o boom no segmento, particularmente em países da América do Sul, mas também na Ásia, Oceânia e alguns países europeus, a Land Rover vai recorrer a uma estrutura monobloco, algo que é inédito na história do fabricante, para montar a pick-up Defender sobre a arquitectura MLA – Modular Longitudinal Architecture, para modelos de motor longitudinal.

Esta nova base substituirá, até 2025, as plataformas usadas por modelos como Jaguar XF e XE, F-Pace ou Range Rover Velar, Sport e Discovery.