Dívida Pública

Mário Centeno diz que a pressão sobre dívida de Itália não contagia Portugal

O ministro das Finanças diz que a dívida pública portuguesa não é afetada pela desconfiança dos mercados face a Itália e destaca que os juros da dívida de Portugal estão mais próximos dos da Alemanha.

ANTÓNIO PEDRO SANTOS/LUSA

O ministro das Finanças disse, esta segunda-feira, que a dívida pública portuguesa não é afetada pela desconfiança dos mercados face a Itália e afirmou acreditar que a pressão sobre aquele país diminuirá quando for conhecida a proposta orçamental para 2019.

“A boa coisa da dívida portuguesa por estes dias é que não está a seguir Itália (…). É um bom sinal de como os mercados avaliam a dívida portuguesa”, afirmou Centeno numa conversa na Universidade Católica, em Lisboa, no âmbito do Dean’s Speaker Series, em resposta à pergunta de um estudante. O governante destacou que os juros da dívida portuguesa estão mais próximos dos da Alemanha e de Espanha do que dos de Itália.

Contudo, o também presidente do Eurogrupo disse ainda acreditar que a pressão dos mercados sobre Itália irá diminuir quando forem conhecidos os planos orçamentais do Governo italiano para 2019. A dívida de Itália esteve sob pressão nas últimas semanas, com aumentos de juros no mercado secundário, perante informações de que poderiam ser postos em causa compromissos europeus sobre finanças públicas com um orçamento com aumento de despesas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Orçamento do Estado

De reino a protectorado, que futuro?

Filipe Simões de Almeida

Portugal é hoje uma espécie de protectorado que tem de suportar os ditames dos credores. E infelizmente a maioria dos agentes políticos é situacionista, beneficia da situação actual e não quer mudar.

Orçamento do Estado

Um orçamento da era pós-verdade

José Avillez Ogando
111

Enquanto o enorme peso dos impostos indiretos continuar a agravar a injustiça fiscal e o Estado continuar a brincar com uma excessiva exposição aos riscos externos, a culpa será sempre "dos mercados".

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)