A SpaceX, a empresa norte-americana de Elon Musk e sistemas aeroespaciais e de serviços de transporte espacial, apresentou esta terça-feira (às duas da manhã de Lisboa) o primeiro turista espacial a viajar à volta da Lua a bordo de um foguetão Big Falcon Rocket. Se essa viagem realmente acontecer, e se a SpaceX for a primeira a concretizá-la, esta pessoa será considerada o primeiro astronauta privado da História da humanidade. E entrará numa elite espacial com 18 pessoas que se aproximaram da superfície lunar.

A viagem em si não é novidade: em fevereiro do ano passado, a empresa tinha dito que duas pessoas tinham pago muito dinheiro para fazerem parte do voo inaugural da SpaceX a caminho da Lua. Um ano mais tarde, em fevereiro de 2018, durante o lançamento oficial do foguetão Falcon Heavy, Elon Musk revelou que afinal — contra tudo o que o empresário tinha adiantado até ali — aquele não seria o veículo espacial que levaria o Homem de regresso à Lua: o plano da SpaceX era, em vez disso, utilizar uma evolução desse foguetão — o Big Falcon Rocket — para essa aventura.

A grande novidade é que esta madrugada a SpaceX revelou a identidade desse astronauta privado: Yusaku Maezawa, o 14.º homem mais rico do Japão, que pagou “uma quantidade substancial de dinheiro” para este voo inaugural.

Antes de divulgar esses dados, Musk alimentou o mistério no Twitter, respondendo à curiosidade dos seus seguidores com um emoji da bandeira japonesa. A revelação chegou esta madrugada.

Para rever a conferência de imprensa marcada pela SpaceX veja este link. Foi aqui que Elon Musk apresentou todas as novidades e deu a conhecer o primeiro homem que viajará no espaço como turista.