Prémios Emmy

Mas, afinal, quem era o homem mistério dos Emmy?

240

De blazer de veludo vermelho e com uma cara (aparentemente) modificada. A história do homem que estava sentado na primeira fila, mas (quase) ninguém sabia quem era.

Twitter

“Quem é este tipo?”, “Aquele é o Michael Jackson?” ou “O que é que se passou ali?” — frases deste género multiplicaram-se pelo Twitter, sempre associadas à imagem de um homem branco de cabelo preto comprido, que vestia uma camisa branca e um blazer bordeaux. Sentado na primeira fila do auditório onde foram entregues os prémios Emmy, esta personagem pôs meio-mundo a tentar perceber de onde é que ele tinha vindo.

A dúvida parece ter sido generalizada, porém, fãs da série Atlanta — um dos grandes nomeados da noite — não partilharam da mesma sensação. No episódio seis da segunda temporada do programa criado por Donald Glover (ator, realizador e músico mais conhecido como Childish Gambino), a personagem Darius responde a um anúncio e vai a uma fantasmagórica mansão para recolher um piano, que estava a ser oferecido. É nesse momento que surge Teddy Perkins, o estranho proprietário do instrumento — e o homem-mistério desta 70.ª edição dos prémios Emmy.

Durante todo esse episódio, a assustadora personagem esteve no centro da narrativa que conquistou a crítica e os fãs, que unanimemente o consideraram como um dos melhores de toda a série. Dirigido por Hiro Murai, o responsável por grande parte dos videoclips de Donald Glover, o episódio em questão — que lhe valeu a nomeação para melhor realização de uma série de comédia, prémio que perdeu para The Marvelous Miss Maisel — estava carregado de duplos sentidos, havendo quem afirmasse que este se inspirou bastante na história de vida de Michael Jackson (Teddy é um melómano que vive perturbado pela relação possessiva que tinha com o pai).

Um dos pontos mais interessantes da história, porém, foi o facto de ter sido o próprio Glover a interpretar esta personagem (apesar de nos créditos nada aparecer que o confirme). Numa amostra dos talentos deste “homem do Renascimento”, a sua interpretação rapidamente tornou inabalável o seu estatuto de ator conceituado.

Apesar de ninguém o ter confirmado oficialmente — pelo menos até ao momento em que este texto foi escrito –, tudo indica que o ‘Teddy Perkins’ que assistiu aos Emmy era o próprio Glover. O ator afro-americano não foi visto na passadeira vermelha que precedeu o evento, mesmo tendo em conta que era um dos nomeados para melhor ator principal em série de comédia, e isso pode muito bem ser a prova necessária — mesmo tendo em conta que Donald Glover foi visto mais tarde, sentado na multidão.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: dlopes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)