Internet

Novo desafio viral quase mata criança de 11 anos em Inglaterra

Tyler, de 11 anos, quase morreu depois de os amigos terem feito rodar um carrossel com a roda de uma mota. Estavam a tentar recriar um video viral do Youtube.

Tyler e os amigos viram um vídeo viral no YouTube chamado “Roundabout of Death” (Carrossel da morte). Longe de imaginarem o perigo que corriam, decidiram recriar o que tinham visto na internet.

Nas imagens, um grupo de adolescentes usam uma moto para acelerar um carrossel de um parque infantil enquanto giram a grande velocidade. Tal como no desafio, as crianças usaram um aparelho semelhante no parque infantil da localidade de Tuxon, onde vivem no Reino Unido. Tyler subiu para o carrossel e os outros jovens fizeram-no andar à roda usando a roda de uma mota para acelerar o aparelho.

Devido à força gravitacional elevada, Tyler perdeu os sentidos. Os outros jovens fugiram do local. Um outro rapaz que entrou no parque infantil deu com o rapaz de 11 anos inconsciente e deu o alerta.

Tyler foi levado para o hospital e urgência. Tinha os olhos inchados e raiados de sangue e o cérebro inchado. Corria o risco de sofrer um enfarte e de sofrer danos cerebrais permanentes. Sofria de uma condição que só é observada em pilotos de combate que são sujeitos a força gravitacional negativa sem equipamento apropriado, quando o sangue flui excessivamente para a cabeça. O caso era tão raro que os fotógrafos do hospital pediram autorização à mãe da criança para o fotografar e um dos médicos do hospital quer escrever um artigo cientifico.

A mãe da criança foi chamada ao hospital. Ao perceber o que se tinha passado, decidiu partilhar o caso do filho no Facebook para alertar para o perigo deste vídeo.

WARNING -UNPLEASANT VIEWING. To all the you tube bloggers who keep posting dangerous pranks that young 11 year old boys…

Posted by Dawn Hollingworth on Wednesday, September 12, 2018

Dirigindo-se aos que divulgam este tipo de vídeos no YouTube, Dawn Hollingworth conta as consequências que o incidente teve para o seu filho e apela a que parem de publicar estes desafios. “Publico este vídeo não porque quero qualquer simpatia, mas simplesmente na esperança que estes jovens rapazes vejam e Não repitam esta partida do YouTube. Podia facilmente ter perdido o meu filho esta noite e não desejo que nenhum pai tenha de passar pelo que a minha família está a passar esta noite”, explica.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)