O ‘Leais ao Sporting’, movimento que apoia Bruno de Carvalho, afirmou esta quinta-feira em comunicado que vai impugnar as eleições do Sporting que aconteceram no dia 8 de setembro.

Segundo o grupo, a decisão justifica-se “por terem sido precedidas de várias ilegalidades, algumas já comprovadas pelos tribunais e revestidas de um grave desrespeito pela democracia”. “Os factos fazem-nos estar juridicamente vinculados a impugnar todos os atos (…) sob pena de impossibilitar a defesa da honra dos visados, e da condição de sócios de pleno direito do Sporting Clube de Portugal”, pode ainda ler-se no comunicado.

Contudo, a lista encabeçada pelo ex-presidente dos ‘leões’ admite que o pedido de impugnação poderá ser retirado. “Estamos disponíveis para, caso a verdade seja reposta e os plenos direitos de sócios restaurados, ponderarmos desistir das ações judiciais em curso.”

A opção de impugnar as eleições já tinha sido admitida por Bruno de Carvalho no próprio dia do sufrágio.