Museus

Museu em Condeixa-a-Nova eleito o melhor projeto cultural multimédia da Europa

1.446

O museu PO.RO.S -- Portugal Romano em Sicó, em Condeixa-a-Nova, foi distinguido com o grande prémio "Heritage in Motion 2018", que elege os melhores projetos culturais multimédia da Europa.

PAULO NOVAIS/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O museu PO.RO.S — Portugal Romano em Sicó, em Condeixa-a-Nova, foi esta sexta-feira distinguido com o grande prémio “Heritage in Motion 2018”, que elege os melhores projetos culturais multimédia da Europa, anunciou o município do distrito de Coimbra.

Em nota de imprensa enviada à agência Lusa, o município de Condeixa-a-Nova realça que o museu foi ainda vencedor na categoria “Aplicações e Experiências Interativas”. “O júri do Prémio ‘Heritage in Motion 2018’ declarou o PO.RO.S — Museu Portugal Romano em Sicó, em Condeixa, como o grande vencedor da edição de 2018 daquela competição europeia, em cerimónia realizada em Aarhus, na Dinamarca. Além da distinção ‘Best Achievement Award’, o Museu PO.RO.S venceu ainda na categoria ‘Aplicações e Experiências Interativas'”, destaca a informação.

Citado no comunicado, o presidente da Câmara revela: “Estamos muito felizes por este reconhecimento europeu e extremamente gratos ao júri do ‘Prémio Heritage in Motion’, desejando que o Museu PO.RO.S sirva de estímulo e inspiração a todos os lugares históricos deste velho continente”. Nuno Moita da Costa felicita ainda “todos os parceiros envolvidos na construção deste empreendimento, pela criatividade, pelo arrojo e pelo rasgo inovador”.

Promovido conjuntamente pela Academia Europeia de Museus, Europa Nostra e Europeana, o Prémio “Heritage in Motion” destina-se a distinguir os melhores projetos multimédia que mostram, de forma criativa e inovadora, a herança cultural da Europa, chamando a atenção para o valor do património cultural e natural, tangível e intangível.

“A preservação e divulgação do nosso património, do nosso passado e da nossa memória coletiva é uma responsabilidade de todos e não pode, de modo algum, ser descurada, sob pena de perdermos as nossas raízes e a nossa identidade”, sublinhou ainda Nuno Moita da Costa, acrescentando que a “construção do museu PO.RO.S teve, justamente, como função, contribuir para eternizar a herança romana, facilitando o conhecimento e a compreensão das novas gerações daquele que foi um dos maiores impérios europeus, a partir da antiga cidade romana de Conímbriga, recorrendo às mais recentes inovações tecnológicas”.

Inaugurado em 2017, o Museu PO.RO.S — Portugal Romano em Sicó é um espaço museológico singular, que permite ao visitante experimentar e interagir com ambientes virtuais da época romana, ajudando à recriação do modo de vida de Conímbriga, uma das maiores povoações do Império Romano em Portugal. Deste modo, o novo museu, criado por iniciativa da Câmara Municipal de Condeixa-a-Nova, constitui-se como um importante recurso complementar a uma visita às Ruínas de Conímbriga, permitindo ao visitante melhor compreender aquela época, através de modernos e inovadores sistemas multimédia.

“A tecnologia será tanto ou mais proveitosa para o nosso futuro quanto mais útil for à compreensão do passado”, sublinhou ainda Nuno Moita da Costa. As instalações interativas de que dispõe o Museu PO.RO.S foram idealizadas e desenvolvidas em parceria pela Glorybox e M&A Digital.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)