Mais de 200 operacionais e cinco meios aéreos estão, esta quarta-feira, envolvidos no combate ao incêndio que lavra desde as 11h02 de terça-feira em Vade, Vila Verde, disse à Lusa o CDOS de Braga.

Segundo Hermenegildo Abreu, comandante distrital de Operações de Socorro de Braga, a aposta passa por um “combate musculado”, que pelas 09h30 mobilizava no terreno 215 operacionais, 67 meios terrestres e cinco meios aéreos.

“O vento continua forte, com rajadas que chegam a atingir os 50 quilómetros por hora, e esse tem sido um grande problema. Os acessos também são difíceis, mas o incêndio está a ceder aos meios”, acrescentou. Disse ainda que não há habitações nem populações em risco. “É só mato”, referiu.

Também em Vila Verde, um incêndio que deflagrou pelas 16h12 de segunda-feira em Aboim da Nóbrega está em conclusão, mas no terreno mantêm-se 82 operacionais e 26 viaturas, para consolidar o rescaldo.