Tecnologia

“No meio do nada, o nosso telefone funciona e funciona bem”

111

José Correia, diretor de marketing da área “mobile” da Samsung, explica porque é que o Galaxy Note 9 é o “smartphone” da nova geração de trabalhadores.

Aos 36 anos, José Correia lidera o departamento de marketing da Samsung para a área “mobile” e uma das suas apostas tem sido a criatividade como método de trabalho. Segundo este responsável, a criatividade é fundamental para comunicar com os consumidores e diferenciar a marca da concorrência.

Exemplo disso é a experiência inédita que teve lugar há poucas semanas numa zona isolada do país. Objetivo: demonstrar que “até no meio do nada, o nosso telefone funciona e funciona bem”, explica José Correia, referindo-se ao novo “smartphone” da Samsung, o Galaxy Note 9.

Idealizada pela equipa de marketing da marca, em conjunto com a agência criativa Uzina, a experiência recebeu o nome “Penedo Coworking” – na Casa do Penedo construída entre duas grande pedras, no interior de uma enorme pedra na Serra de Fafe, distrito de Braga. Reuniram cinco pessoas de diversas áreas de trabalho – empresário, ilustrador, fotógrafo, jornalista e apresentadora de televisão – e pediram-lhes que trabalhassem como num dia normal no escritório.

Este espaço temporário de “coworking” demonstrou as capacidades e o poder do Galaxy Note 9 em termos de trabalho à distância.

“As coisas resultaram muito bem”, resume José Correia, acrescentando que os telemóveis estão cada vez mais presentes “no meio do ecossistema de trabalho e família”.

A nova geração de trabalhadores está interessada na utilização de dispositivos móveis como instrumento de trabalho, ao mesmo tempo que procura maior autonomia fora do escritório. O Galaxy Note 9 é “claramente o equipamento que melhor traduz essa tendência”, afirma o mesmo responsável.

Um estudo de opinião apresentado em setembro pela consultora IDC – International Data Corporation revelou que 62,8% dos portugueses inquiridos tinham vontade de trabalhar fora da empresa e 78,1% disseram que o “smartphone” já hoje lhes permite uma melhor gestão do tempo pessoal.

“As pessoas já perceberam que conseguem ser mais produtivas quando lhes é conferido um maior grau de liberdade e flexibilidade”, comenta o diretor de marketing.

Uma preocupação dos consumidores, evidenciada pelo estudo da IDC, relaciona-se com a segurança dos dados armazenados na memória do telefone. Neste particular, José Correia garante que a Samsung oferece “total segurança e confidencialidade”, uma vez que Galaxy Note 9 tem múltiplas camadas de defesa e segurança, graças à plataforma Knox, integrada no “hardware” e no “software” durante a fase de fabrico.

De resto, os equipamentos da família Note sempre se fizeram notar pela inovação e o novo Galaxy Note 9, garante a marca, “ultrapassa as expectativas”. Pela primeira vez, a “S Pen” inteligente, que os utilizadores já conheciam, reúne o poder da tecnologia bluetooth, podendo ser utilizada como controlo remoto do “smartphone”, para tirar fotografias, apresentar “slides” ou fazer “play” num vídeo do YouTube. A autonomia da bateria do Galaxy Note 9 é outra das características em destaque. Com apenas um carregamento, permite uma utilização tranquila durante um dia inteiro de trabalho.

Todos queremos saber mais. E escolher bem.

A vida é feita de escolhas. E as escolhas devem ser informadas.

Há uns meses o Observador fez uma escolha: uma parte dos artigos que publicamos deixariam de ser de acesso totalmente livre. Esses artigos Premium, por regra aqueles onde fazemos um maior investimento editorial e que mais diferenciam o nosso projecto, constituem a base do nosso programa de assinaturas.

Este programa Premium não tolheu o nosso crescimento – arrancámos mesmo 2019 com os melhores resultados de sempre.

Este programa tornou-nos mesmo mais exigentes com o jornalismo que fazemos – um jornalismo que informa e explica, um jornalismo que investiga e incomoda, um jornalismo independente e sem medo. E diferente.

Este programa está a permitir que tenhamos uma nova fonte de receitas e não dependamos apenas da publicidade – porque não há futuro para a imprensa livre se isso não acontecer.

O Observador existe para servir os seus leitores e permitir que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia. Por isso o Observador também é dos seus leitores e necessita deles, tem de contar com eles. Como subscritores do programa de assinaturas Observador Premium.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)