Crime

Condutor de tuk-tuk esfaqueia funcionário do hotel Pestana CR7 Lisboa

1.085

Depois de uma discussão de trânsito, um motorista de um tuk-tuk esfaqueou um funcionário do hotel Pestana CR7 Lisboa. Desentendimento foi testemunhado por agentes da PSP.

JOÃO PORFÍRIO/OBSERVADOR

Um condutor de tuk-tuk esfaqueou esta terça-feira à tarde um funcionário do hotel Pestana CR7 Lisboa, na Rua do Comércio, avança o Jornal de Notícias. O esfaqueamento aconteceu na sequência de uma discussão por causa de um lugar de estacionamento. A discussão, que começou pelas 14h15, resultou na intervenção da PSP. O motorista de 47 anos foi detido e a vítima, de 30 anos, foi transportada para o Hospital de São José, em Lisboa, e está fora de perigo.

Tudo aconteceu depois de o funcionário ter pedido ao motorista do tuk-tuk para mudar o respetivo veículo de lugar, de maneira a estacionar o seu carro nos lugares reservados ao hotel. O motorista recusou aceder ao pedido do funcionário da unidade hoteleira ligada ao jogador português, o que motivou as agressões mútuas.

O esfaqueamento foi seguido de um golpe no pescoço do funcionário que, entretanto, tinha ido buscar um pau para bater no motorista. A situação foi testemunhada por agentes da PSP ali presentes, que detiveram de imediato o alegado agressor. Também o motorista foi assistido, apenas por causa de um golpe no sobrolho que resultou do confronto.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt
Empresas

Accionista e operador de máquinas: bons amigos?

Rui Esperança

A perpetuação do modelo da melhoria dos resultados das empresas à custa dos salários baixos e do consequente enriquecimento dos accionistas tem de mudar. Sem as pessoas, as empresas são pouca coisa.

Abusos na Igreja

Mr. McCarrick, I presume? /premium

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Quando a Igreja castiga os clérigos pedófilos, com o máximo rigor que a lei canónica permite, age de acordo com o exemplo e a doutrina do seu divino Mestre.

África do sul

África do Sul – Que Futuro?

Jaime Nogueira Pinto

Em vésperas de eleições, a República da África do Sul vive dias instáveis, entre a democracia e a cleptocracia. E radicalização de um ANC em quebra eleitoral pode por em causa os equilíbrios do regime

Governo

A famiglia não se escolhe? /premium

Alberto Gonçalves
364

Se ainda não se restringiu o executivo aos parentes consanguíneos ou afins do dr. Costa, eventualidade que defenderia com empenho, a verdade é que se realizaram amplos progressos na área do nepotismo

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)