Futebol

Futebolistas russos Kokorin e Mamáev dão entrada na prisão

O tribunal de Moscovo decretou a sua prisão preventiva na quinta-feira, após um episódio de violência na segunda-feira.

MVD HANDOUT/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

Os futebolistas russos Aleksander Kokorin (Zenit) e Pável Mamáev (Krasnodar) deram esta sexta-feira entrada na prisão, depois de, na quinta-feira, um tribunal de Moscovo ter decretado a sua prisão preventiva, após um episódio de violência na segunda-feira.

Os jogadores, que se envolveram em desacatos num café na segunda-feira, foram transferidos para o centro de detenção Butyrka, local onde estiveram presos vários dissidentes soviéticos.

Os atletas e o irmão de Kokorin, que também é acusado de participar nos incidentes, serão colocados em quarentena por dez dias, durante os quais serão examinados por médicos e psicólogos.

“Depois, eles serão transferidos para um bloco especial, onde as condições são mais confortáveis”, explicou Iván Mélnikov, secretário da comissão que trata dos direitos dos prisioneiros.

Em princípio, Kokorin e Mamáev deverão permanecer em prisão preventiva até 8 de dezembro, determinou, na quinta-feira, Maria Sizintseva, juíza do Tribunal Tverskoi, na capital russa, citada pela imprensa local.

Mamáev, médio do Krasnodar, e Kokorin, avançado do Zenit, foram vistos, através de um vídeo colocado nas redes sociais, a agredir, num café, dois altos funcionários do Ministério do Comércio e Indústria, sendo que um destes, Dénis Pak, sofreu um traumatismo cranioencefálico.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PSD

Quando o Papa não é católico /premium

Rui Ramos

Para o PSD, a exclusão do PCP e do BE é a grande prioridade nacional. Mas para isso, é indiferente votar PSD ou PS. Como explicaram os quadros do BCP, uma maioria absoluta do PS também serve.

Corrupção

O caso da OCDE e a corrupção /premium

Helena Garrido

O que se passou com a OCDE foi grave. O responsável pelo estudo foi impedido de estar presente na apresentação. E uma conferência da Ordem dos Economistas foi cancelada. Aconteceu em Portugal.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)