Sá Fernandes garante que "só há um memorando"

, por Pedro Raínho