Rádio Observador

Acidentes e Desastres

Buscas por pescadores desaparecidos em Esmoriz continuam pelo terceiro dia

As buscas para encontrar os três pescadores desaparecidos ao largo de Esmoriz, durante a noite ocorreram sem sucesso, tendo sido reforçadas esta manhã, disse o comandante Fernando Pereira da Fonseca.

Rui Minderico/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

As buscas para encontrar os três pescadores desaparecidos ao largo de Esmoriz, no distrito de Aveiro, durante a noite ocorreram sem sucesso, tendo sido reforçadas esta manhã, disse à Lusa o comandante Fernando Pereira da Fonseca. Em declarações à Lusa, o porta-voz da Autoridade Marítima Nacional (AMN) disse que as buscas efetuadas durante a noite pela corveta “Jacinto Cândido” foram infrutíferas.

“Hoje de manhã juntam-se à corveta ‘Jacinto Cândido’ meios aéreos da Força Aérea, uma embarcação da Polícia Marítima de Leixões, uma embarcação da Capitania de Aveiro, uma embarcação da Estação Salva-Vidas do Douro e às 15h junta-se-lhes um navio hidroceanográfico”, disse.

Na terça-feira, a maior parte dos meios suspendeu as suas operações ao pôr-do-sol, devido à diminuição da visibilidade, mas durante a noite as buscas continuaram com a corveta “Jacinto Cândido”. No mesmo dia, a Marinha Portuguesa anunciou ter recolhido a boia transmissora do sinal de emergência da embarcação “Mestre Silva”, que naufragou na segunda-feira ao largo de Esmoriz, no concelho de Espinho.

Num ponto de situação sobre as operações de busca pelos três pescadores desaparecidos, a autoridade marítima divulgou que a boia transmissora do sinal de emergência “foi detetada pela aeronave P-3C Orion da Força Aérea Portuguesa e recolhida pela corveta da Marinha ‘Jacinto Cândido'”.

A embarcação “Mestre Silva”, com cerca de 12 metros, registada na Póvoa de Varzim, mas que operava normalmente a partir do porto de Matosinhos, naufragou na manhã de segunda-feira a cerca de dez milhas (19 quilómetros) ao largo de Esmoriz, em Espinho, distrito de Aveiro, com cinco tripulantes a bordo. Apenas um pescador foi resgatado com vida, o mestre da embarcação, Rafael Silva, de 54 anos, natural de Vila do Conde, que teve de receber assistência no hospital de Santa Maria da Feira.

Há uma vítima mortal confirmada, um pescador da Póvoa de Varzim, de 54 anos, enquanto três elementos estão dados como desaparecidos: um pescador de Vila do Conde, de 64 anos, e dois indonésios, de 26 e 33 anos. José Festas, presidente da Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, revelou, depois de conversar com o único sobrevivente, que o acidente aconteceu após uma onda atingir a embarcação.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)