Venezuela

Governo venezuelano disposto a iniciar nova fase de diálogo com oposição

O Governo venezuelano anunciou quarta-feira que está disposto a iniciar uma nova fase de diálogo com a oposição, incluindo receber uma missão da União Europeia para tentar resolver a crise no país.

Zurimar Campos / Prensa Miraflores HANDOUT/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O Governo venezuelano anunciou quarta-feira que está disposto a iniciar uma nova fase de diálogo com a oposição, incluindo receber uma missão da União Europeia para tentar resolver a crise no país.

“Que venha quem quiser vir, se vier de boa fé, se vier com a boa fé de promover um diálogo democrático e de convivência democrática na Venezuela, que venha quem quiser vir”, disse o ministro venezuelano de Comunicação e Informação.

Jorge Rodriguez falava numa conferência de imprensa, no palácio presidencial de Miraflores, em Caracas, durante a qual vincou que o requisito para promover o diálogo político no país é ter “boa fé” e “não mentir”.

Segundo o ministro, com esse propósito, o Governo venezuelano tem tido “distintos contactos”, entre eles com o senador norte-americano Bob Corker, do Partido Republicano, e “a oposição também se tem reunido com funcionários do Congresso dos EUA.

Por outro lado, explicou que o Governo venezuelano reuniu-se recentemente, em Caracas, com o secretário de Estado para a Cooperação Internacional e para a Ibero-América e as Caraíbas, Juan Pablo Laiglesia, enviado pela Espanha para promover um processo de diálogo.

“Demos-lhe a nossa versão da situação atual na Venezuela. Ele também se reuniu com amplos setores da oposição venezuelana e há uma conclusão que todos compartilhamos (…) a de que a imensa maioria dos venezuelanos acreditam que deve ter lugar um processo de diálogo (no país)”, frisou.

A posição do Governo da Venezuela tem lugar depois de a alta representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Federica Mogherini, anunciar, segunda-feira, que a União Europeia vai explorar, com países da América Latina, as possibilidades de encontrar soluções para crise política da Venezuela, com países da América Latina.

De acordo com o ministro venezuelano, Caracas está “pronta para um processo de diálogo (…) mas sem agendas fechadas, pelo contrário, suficientemente abertas porque isso é uma vacina contra a violência”.

Desde 2014 que o Governo venezuelano e a oposição realizaram pelo menos cinco tentativas frustradas de diálogo, que terminaram com acusações mútuas de incumprimento do acordado.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)