A família real britânica terá um novo membro na primavera de 2019, data prevista para o nascimento do primeiro filho da princesa Meghan Markle e do príncipe Harry, conforme anunciou esta semana o Palácio de Kensington — o que significa que a linha de sucessão vai ganhar um novo candidato. Que o filho, ou filha, dos duques de Sussex possa algum dia ser soberanos do Reino Unido, é quase impossível, porque atrás dele tem nada menos que seis familiares. O pai Harry, é o sexto, precisamente. O novo elemento da família será o sétimo.

[anúncio oficial da gravidez de Meghan também foi feito no Instagram]

As atuais regras de sucessão no trono britânico foram estabelecidas há mais de três séculos, através de dois documentos históricos do parlamento: “Bill of Rights”, de 1689, e “Act of Settlement”, de 1701, também considerados fundamentais na defesa dos direitos humanos, desde logo por fazerem referência à liberdade de expressão e darem garantias aos cidadãos quanto à independência da justiça e à limitação de abusos de poder.

Àqueles dois decretos acresceu um outro em 2013, “The Succession to the Crown Act”, que, entre outros aspetos, pela primeira pôs em pé de igualdade os homens e as mulheres da família real, acabando com a primogenitura masculina (um príncipe mais novo, por ser homem, tinha precedência sobre uma princesa mais velha). Todos os nascidos depois de 2011, rapazes ou raparigas, estão na mesma linha de potenciais herdeiros da coroa. E estes são os dez primeiros:

Carlos, Príncipe de Gales

A rainha Isabel II cumpriu 92 anos a 21 de abril e leva já 65 anos como chefe de estado – o mais longo reinado de sempre no país. Previsivelmente, quando morrer, quem cinge a coroa é o filho mais velho: Carlos, príncipe de Gales, à beira de completar 70 anos.

Isabel II foi feita rainha em fevereiro de 1952

William, duque de Cambridge

O segundo na linha de sucessão, depois de Carlos, é o príncipe William (a designação oficial dos herdeiros refere apenas os títulos nobiliárquicos, quando os há, e não os nomes próprios). O filho de Carlos e Diana, nascido a 21 de junho de 1982, é mais que certo como futuro rei. Casou-se com Kate Middleton em abril de 2011 e já tem três filhos: George, Charlotte e Louis.

[William e a mulher, Kate Middleton]

Príncipe George de Cambridge

Se o pai, William, terá de esperar pela saída de cena de Isabel II e pela entronização e reinado de Carlos, já o primogénito, George, será rei daqui a muitas décadas. Nasceu a 22 de julho de 2013, em Londres. Terceiro na atual linha de sucessão.

Princesa Charlotte de Cambridge

O quatro é uma quarta. Segunda filha de William e Kate, Charlotte nasceu a 2 de maio de 2015 e só eventualmente ganhará o título de rainha se o irmão mais velho, George, não tiver descendentes ou se estes um dia abdicarem.

[Charlotte e George estiveram há dias no casamento de Eugenie e Jack]

Príncipe Louis de Cambridge

Quinto na linha, veio ao mundo este ano, a 23 de abril, e tem os dois irmãos mais velhos à frente. Um dia, os eventuais filhos deles terão precedência. Quase impossível ser elevado ao trono.

Harry, duque de Sussex

Por enquanto, é o sexto, mas descerá tantos lugares quanto o número de filhos que o irmão e a cunhada ainda possam ter. Contudo, não seria de supor que algum dia ostentasse a coroa ou sequer quisesse. Harry, o filho rebelde de Carlos e Diana, que completou 34 anos a 15 de setembro, mostrou-se sempre avesso aos costumes da família e no ano passado revelou numa entrevista que esteve à beira de abdicar.

[Harry e Meghan Markle casaram-se a 19 de maio e por estes dias estão em visita oficial à Austrália]

André, duque de Iorque

Quando nascer, na primavera do próximo ano, o filho de Harry e Meghan ocupará o sétimo lugar na sucessão, mas por enquanto é André que o ocupa. Tem 58 anos, é o terceiro filho de Isabel II (depois de Carlos e Ana).

Princesa Beatrice

Filha mais velha de André e da ex-mulher Sarah Ferguson, nasceu a 8 de agosto de 1988 e é tida como uma mulher independente, pouco visível enquanto membro da família real britânica. É oitava.

Princesa Eugenie

Tem sido muito falada nas últimas semanas devido ao casamento com Jack Brooksbank, a 12 de outubro. A cerimónia não foi transmitida em direto pela BBC, o canal público que costuma acompanhar de perto os eventos da família real, nem determinou que houvesse feriado no Reino Unido, o que demonstra como a nona na linha de sucessão, hoje com 28 anos, é um nome de pouco peso no xadrez da monarquia.

[foto oficial de família no dia do casamento de Eugenie e Jack]

Eduardo, conde de Wessex

Está em 10º e último lugar, mas não é o último, há outros nomes do núcleo duro da família que um dia poderiam chegar ao trono. Quarto filho da rainha, tem 54 anos e dois filhos.

[Veja no vídeo como Harry e Meghan estão a encantar a Austrália]