No seguimento do acordo entre os construtores de automóveis e o Governo alemão, a Opel e a Volkswagen avançaram com uma tentativa de libertar as cidades (e não só) dos automóveis mais poluentes a gasóleo. Tal como ficou então especificado, a medida passa por propor condições vantajosas a quem possua um carro mais antigo e esteja na disposição de o trocar por outro novo ou com muito pouco uso. Tudo para evitar que a Alemanha proíba, por completo, a circulação de certo tipo de veículos.

A Opel a VW oferecem valores que podem ir até aos 8.000€, caso o potencial comprador tenha na sua posse um modelo com homologação de emissões entre Euro 1 e Euro 4, a primeira introduzida em 1992 e a segunda em 2005, tendo estado em vigor até 2007. A medida abrange igualmente os proprietários de veículos da Opel e da VW com motores Euro 5 (2008-2014), desde que habitem em zonas mais povoadas (numa das 14 cidades alemãs mais poluídas), uma vez que estes veículos já possuem filtro de partículas, mas não injecção de AdBlue, pelo que emitem muito NOx.

Opel e VW juntam-se assim à Audi, Seat, Porsche, Renault e Mercedes, que também já encorajaram a troca de carros diesel mais antigos por novos Euro 6 e Euro 6d, veículos que não só são muito menos poluentes, como são mesmo mais amigos do ambiente do que os equipados com mecânicas a gasolina.

Lembra a VW que esta é a segunda tentativa de retirar os velhos motores a gasóleo do mercado, e que durante a primeira campanha de “renovação de frota” trocaram 210.000 veículos mais antigos e poluentes por outros mais limpos, retirando 10.000 toneladas de CO2 por ano às emissões.