Literatura

Gulbenkian assinala 130 anos da publicação de “Os Maias” com exposição

4.925

"Tudo o que tenho no saco. Eça e 'Os Maias'" vai estar patente na Fundação Calouste Gulbenkian de 30 de novembro a 18 de fevereiro de 2019. A exposição irá incluir fotografias, cartas e até pinturas.

Eça de Queiroz terá começado a trabalhar no romance em 1887. A primeira edição de "Os Maias" saiu no ano seguinte

©D.R.

Foi no verão de 1888, há 130 anos, que a Livraria Chardron (que depois se veio a chamar Livraria Lello) do Porto publicou, em dois volumes, o romance que tornaria Eça de Queiroz célebre: Os Maias. De modo a assinalar a data, têm sido levadas a cabo várias iniciativas, às quais se vai juntar no próximo mês de novembro uma exposição organizada na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa — “Tudo o que tenho no saco”. Eça e Os Maias.

O nome foi retirado de uma carta enviada por Eça a Ramalho Ortigão, a 20 de fevereiro de 1881, a partir de Bristol. Nesta, o escritor anunciava que Os Maias estavam praticamente concluídos e que tinha decidido “fazer não só um ‘romance’, mas um romance em que pusesse tudo o que” tinha “no saco”.

A exposição será composta por sete núcleos, com uma secção principal dedicada à “vasta máquina” que são Os Maias, como lhes chamou o próprio Eça de Queiroz. A mostra, que irá abordar a vida e também as restantes obras do autor, terá um pouco de tudo, desde fotografias a desenhos, passando por gravuras, caricatura, pintura, escultura, fotogramas e excertos de filmes, contos, romances, cartas e documentos bibliográficos, revelou ao Observador fonte oficial da fundação.

“Tudo o que tenho no saco”. Eça e Os Maias abrirá portas no dia 30 de novembro, mantendo-se na Gulbenkian até 18 de fevereiro de 2019.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: rcipriano@observador.pt
PGR

Estão a gastar a nossa herança!

Gonçalo Pistacchini Moita
269

Muitos de nós julgam saber o que levou António Costa a propor a substituição da Procuradora Geral da República. Poucos saberão, de facto, o que levou Marcelo Rebelo de Sousa a aceitá-la. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)