O Conselho de Ministros angolano aprovou quinta-feira um decreto presidencial que altera a área de concessão do Bloco 15/06, situado na bacia do baixo Congo, a sul do rio Zaire, não adiantando quem passará a exercer a gestão.

Numa nota enviada esta sexta-feira à agência Lusa, o Governo angolano adianta que a decisão visa “impulsionar e intensificar a substituição de reservas, bem como atenuar o declínio acentuado da produção de hidrocarbonetos”, no quadro da política e prioridades do Programa de Desenvolvimento Nacional (PDN) 2018/22 para o setor dos petróleos.

O Bloco 15/06 é explorado pela petrolífera italiana Eni e pela angolana Sonangol, tendo a primeira anunciado, em junho último, uma nova descoberta de crude, com reservas estimadas entre 230 e 300 milhões de barris. As atividades de exploração do Bloco 15, situado no “offshore” e em águas profundas, começaram em setembro de 1994 e terminaram em agosto de 2003 com um resultado final de 22 poços perfurados, dois dos quais foram considerados secos, tendo sido explorados pelo grupo empreiteiro que teve a Esso Angola como operador e a BP, AGIP e Statoil como parceiros.

A 27 de junho este ano, já nas mãos das petrolíferas italiana e angolana, a Eni anunciou que a nova descoberta de petróleo no Bloco 15/06 se situou no Setor Kalimba, numa perfuração a cerca de 150 quilómetros da costa norte de Angola, em que atingiu uma profundidade total de 1.901 metros, dos quais 458 metros em água.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As amostras retiradas apontam para petróleo de alta qualidade e com excelentes propriedades petrofísicas, podendo produzir-se nesse poço mais de 5.000 barris por dia. “Esta descoberta abre novas oportunidades para a exploração de petróleo na parte sul do Bloco 15/06, até agora consideradas principalmente propensas a gás, criando assim novas possibilidades de acrescentar valor potencial ao bloco”, referiu então a Eni.

A petrolífera italiana é operadora do Bloco 15/06 com uma quota de 36,84%, na mesma proporção da da Sonangol, integrando ainda a SSI Fifteen Limited (26,31%). No Bloco 15/06, os dois projetos de desenvolvimento de petróleo (“Hub Oeste” e “Hub Leste”) garantem, atualmente, cerca de 150 mil barris de petróleo por dia.