O espanhol Maverick Viñales (Yamaha) deu este domingo a primeira vitória do ano à Yamaha no Mundial de MotoGP — 26 corridas depois da última conquista no GP da Holanda do ano passado.

O espanhol venceu o GP da Austrália, em Phillip Island, marcado pelo incidente entre o francês Johann Zarco e o espanhol Marc Márquez, que ficou com a sua Honda bastante danificada depois de ter sido abalroado pela Yamaha do piloto gaulês.

“Apanhei o cone de ar do Márquez e não consegui travar a tempo. Felizmente fiquei na relva enquanto fui deslizando pelo chão, o que me ajudou a proteger o corpo”, explicou Zarco. Márquez também considerou que foi “um incidente de corrida” e afastou qualquer possibilidade de fazer queixa de Johann Zarco. “Sinto-me com sorte pois fiquei muito perto de cair. O mais importante é que estamos os dois bem”, sublinhou o piloto da Honda, que se sagrou pentacampeão de MotoGP na ronda anterior, no Japão.

Como o espanhol Dani Pedrosa também abandonou devido a queda, este foi o primeiro pódio sem uma Honda desde o GP de Itália deste ano, na sexta ronda do campeonato.

O triunfo de Viñales foi especialmente festejado pelos homens da Yamaha, que quebraram o mais longo jejum da marca dos três diapasões, com 26 corridas sem um único triunfo.

O próprio piloto espanhol não conhecia o sabor da vitória desde o GP de França de 2017, há 29 corridas.

“É incrível. Foi um ano muito difícil para mim. A mota esteve perfeita e dei o meu melhor”, frisou o vencedor, que ficou agora a 148 pontos de Márquez.

O italiano Andrea Iannone (Suzuki) terminou em segundo, a 1,543 segundos de Viñales, com o compatriota Andrea Dovizioso (Ducati) na terceira posição, a 1,832 segundos do vencedor.

Este resultado permitiu ao piloto da Ducati afastar-se do também italiano Valentino Rossi (Yamaha) na luta pelo segundo lugar. Dovizioso está agora a 86 pontos de Márquez, com Rossi na terceira posição do campeonato, a 101, depois de hoje ter terminado a prova australiana no sexto lugar.

O campeonato prossegue no próximo fim de semana, com o GP da Malásia, em Sepang, com a 18.ª e penúltima ronda.