532kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 32.99/mês aqui.

Descoberta esmeralda única com 5,655 quilates na Zâmbia

Este artigo tem mais de 4 anos

Com 1,1 kg (5,655 quilates), a esmeralda foi encontrada numa mina em Kangem e vai ser leiloada em Singapura. 10% do valor de venda será entregue a dois programas de conservação de espécies de animais.

i

Gemfields/Facebook

Gemfields/Facebook

Foi apelidada de “Inkalamu”, que significa “leão” no idioma de Bemba, na Zâmbia, (em homenagem ao trabalho de conservação da espécie que é feito na área) pesa 1,1 quilogramas (kg), ou 5,655 quilates. Uma esmeralda verde única foi descoberta no início de outubro numa mina em Kangem, na Zâmbia, que pertence à Gemfield, a maior produtora de esmeraldas a nível mundial. A novidade foi confirmada pela empresa em comunicado esta segunda-feira.

A esmeralda, que já estará perto de valer dois milhões de euros, “tem uma notável clareza e um tom verde brilhante perfeitamente equilibrado”, explicou a produtora, acrescentando que o objeto — que foi descoberto pela geóloga Debapriya Rakshit e pelo mineiro Richard Kapeta — vai ser cortado em pequenos pedaços e leiloado em Singapura no mês de novembro. 10% do valor de venda será entregue ao Zambian Carnivore Programme e ao Niassa Carnivore Project, dois projetos de conservação de espécies de animais.

À CNN, Elena Bagasalia, gemologista da Gemfields, explicou que há cada vez mais marcas com interesse em esmeraldas como esta. “Estamos a assistir a uma procura incrivelmente maior de esmeraldas zambianas de alta qualidade das principais marcas, particularmente na Europa, onde admiram a cor rica e a transparência única das nossas pedras. São qualidades que as tornam únicas entre as esmeraldas”, referiu.

Esta pedra não é, no entanto, a maior que a empresa já encontrou nas suas minas. Em 2010, também na Zâmbia, os mineiros da Gemfield encontraram uma esmeralda de 6.225 quilates, que ficou conhecido por “elefante” devido ao seu tamanho. As esmeraldas — que são maioritariamente extraídas na Zâmbia, Colômbia e no Brasil — são raras e mais valiosas que os diamantes, o que faz com que tenham uma maior procura no mercado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.