Já aqui lhe falámos do eléctrico da Sono Motors, uma proposta que tem a particularidade de carregar ao sol, com todas as vantagens que isso aporta em termos de baixos custos de utilização e menores constrangimentos no domínio da autonomia. A ideia parece estar a cativar um número crescente de adeptos e aproxima-se da realidade, agora não pela mão de uma startup praticamente desconhecida, mas sim através de um grande grupo automóvel. Isto porque o gigante sul-coreano Hyundai-Kia acaba de confirmar que, a partir de 2019, alguns dos seus modelos vão integrar painéis fotovoltaicos. E não estamos a falar exclusivamente de eléctricos, mas também de híbridos e automóveis movidos a gasóleo ou a gasolina. O objectivo, independentemente da propulsão em causa, é aumentar a eficiência e a autonomia, ao mesmo tempo que se diminuem as emissões de CO2.

Mas esta ideia não é nova. Basta recordar que a primeira geração do Leaf incorporava um pequeno painel junto ao spoiler traseiro e que a Toyota dotou o Prius com um tejadilho revestido a células fotovoltaicas.

No caso dos sul-coreanos, a tecnologia que está a ser desenvolvida contempla três soluções distintas. Para os híbridos estão reservados painéis solares de silício, produzidos em série, que serão montados num tejadilho comum. Este recurso, estima o grupo sul-coreano, pode garantir entre 30 a 60% da carga da (pequena) bateria por dia, com a eficiência a depender naturalmente das condições meteorológicas. Já os modelos com motor de combustão interna vão poder baixar as emissões de CO2 através de painéis solares ajustáveis, semitransparentes, que ocuparão o lugar reservado ao tecto panorâmico. A terceira tecnologia ainda está a ser desenvolvida, mas pretende combinar painéis fotovoltaicos no tejadilho e no capot do veículo, de modo a maximizar a produção de energia, o que incrementará o alcance dos eléctricos.

Considerando o modesto rendimento que esta solução até agora tem oferecido, face ao elevado custo que acarreta, vai ser interessante ver como é que a Hyundai-Kia está a pensar viabilizar o carregamento solar.