Tesla

Unplugged Performance quer ser a AMG da Tesla

Se a Mercedes tem a AMG, a Tesla prepara-se para possuir igualmente um preparador destinado a produzir versões mais sofisticadas, em luxo e capacidade desportiva. É a Unplugged Performance.

A maioria dos fabricantes possui uma divisão destinada a promover as versões mais sofisticadas, seja em luxo ou capacidade desportiva. Entre eles, a AMG é provavelmente a mais conhecida, tendo começado como preparador independente a conceber versões de modelos da Mercedes que, com o tempo, passaram a ser os preferidos dos clientes mais endinheirados. O sucesso foi tal que a Mercedes viria a adquirir a AMG, primeiro parcialmente, em 1999, e depois na totalidade, em 2005, integrando-a na Daimler.

Acreditando que a história não cessa de se repetir, a Unplugged Performance procura um lugar ao sol, tendo apresentado esta semana no SEMA (Specialty Equipment Market Association), que decorre até ao próximo dia 2, em Las Vegas, uma versão mais musculada e luxuosa do Model S. Denominado S-APEX, este Tesla é a forma desta pequena empresa de engenharia americana provar que está à altura de ser para a Tesla o que a AMG é para a Mercedes. Se Elon Musk está de acordo, ou até mesmo se anda à procura de um parceiro com estas características, isso é outra conversa.

O Model S-APEX começa por exibir uma carroçaria alargada, substancialmente mais agressiva, com 19 elementos em carbono para apimentar a carroçaria da berlina topo de gama americana. As suspensões também foram revistas, mas não do ponto de vista de concepção, pois sendo de triângulos sobrepostos à frente e multilink atrás, não há muito mais que se possa fazer para as optimizar. Ainda assim, a altura ao solo é reduzida e a rigidez dos amortecedores incrementada, visando melhorar o comportamento.

Os Model S da Unplugged Performance são ainda personalizados à vontade do freguês, podendo adoptar travões maiores e em carbocerâmica, com maxilas de seis êmbolos, jantes maiores e mais leves e diversas partes do revestimento interior em materiais de melhor qualidade. De notar que o modelo passa a poder montar pneus com uma largura de 335 atrás e que as jantes recorrem a fibra de carbono para reduzir o respectivo peso, facilitando o trabalho da suspensão.

Apesar de ser um Model S P100D o veículo exposto no SEMA, a Unplugged Performance afirma que possui soluções similares para todas as versões do modelo, mesmo os usados. Resta saber quanto tempo vai passar até a pequena empresa, que está longe de ser a única a movimentar-se neste tipo de negócio nos EUA, onde o tunning é rei, dedicar a sua atenção ao Model 3, o novo brinquedo da Tesla.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt
NATO

Os 70 anos da NATO, vistos da Europa


João Diogo Barbosa

Não só o “exército europeu” se tornou um dos temas essenciais para o futuro, como foi possível, pela primeira vez, a aprovação de um Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial no domínio da Defesa

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)