Banda Desenhada

“Comer/Beber” eleito melhor álbum de banda desenhada pelo AmadoraBD

Livro da autoria de Filipe Melo e Juan Cavia mistura histórias reais e ficcionadas na cidade de Berlim dos anos 40, em plena Segunda Guerra Mundial. Ganhou o primeiro prémio do AmadoraBD.

RITA QUEIROZ/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O livro “Comer/Beber”, da autoria de Filipe Melo e Juan Cavia, foi eleito o melhor álbum português de banda desenhada pelo júri do Festival AmadoraBD, foi anunciado este domingo.

“Comer/Beber” mistura histórias reais e ficcionadas na cidade de Berlim dos anos 40, em plena Segunda Guerra Mundial. “Dois contos que se cruzam na relação — simultaneamente universal e pessoal — entre o paladar e a memória”, lê-se na sinopse.

Os Prémios Nacionais de Banda Desenhada, no âmbito do 29.ª Festival AmadoraBD, distinguiram outros autores e obras em várias categorias.

“Monstros”, de Filipe Duarte Pina, da antologia “Silêncio”, venceu o prémio de melhor argumento para álbum português. Marta Teives foi distinguida com o prémio de melhor desenho para álbum português, com “Os Regressos”, escrito por Pedro Moura.

Entre outros prémios, destaque para a atribuição do prémio de melhor álbum de autor estrangeiro para o francês Bastien Vivès, com o livro “Uma Irmã”.

Jorge Coelho recebeu o prémio de melhor autor português em álbum original de língua estrangeira, com “Robocop: Citizens Arrest”.

No campo da ilustração, Susa Monteiro venceu o prémio de melhor ilustrador português, com o livro “Sonho”, e Marjolaine Leray arrecadou o prémio de melhor ilustrador estrangeiro, com “Um Capuchinho Vermelho”.

“Bartoon 25 Anos”, de Luís Afonso, foi distinguido com o prémio de melhor álbum de tiras humorísticas e “Nonnonba”, do japonês Shigeru Mizuki, recebeu o prémio de melhor clássico da nona arte.

Para melhor Fanzine, foi distinguido “Eros 11”, editado por Geraldes Lino.

O júri desta edição dos prémios nacionais de banda desenhada é composto por Nelson Dona, diretor do AmadoraBD, Álvaro Santos, autor de BD, António Dâmaso Afonso, jornalista e desenhador, José Pedro Castello Branco, colecionador de BD, e Sílvia Borges da Silva, comissária da exposição do ano editorial, jornalista da agência Lusa, especializada em literatura e ilustração.

O 29.º Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora abriu em 26 de outubro e encerra em 11 de novembro.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)