O secretário-geral da ONU afirmou esta segunda-feira que a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) é “um dos mais forte pilares do apoio” às Nações Unidas e destacou o papel do multilateralismo na resposta aos “enormes riscos” mundiais.

António Guterres, que foi distinguido pela CPLP com o prémio bienal José Aparecido de Oliveira, considerou que este reconhecimento mostra “o empenhamento dos membros da CPLP em tudo fazer” para enfrentar “os enormes riscos” que se apresentam ao mundo, das alterações climáticas ao terrorismo, passando pelos impactos da evolução tecnológica.

A resposta da comunidade internacional a esses riscos deve ser feita, não através “de expressões de nacionalismo e de isolacionismo que não têm qualquer sentido”, mas reafirmando “uma ordem multilateral” que Guterres considerou ser hoje “mais indispensável do que nunca para a resolução dos problemas mundiais”.